Translate

ESTEJA JUNTO COMIGO NESTA OBRA.

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 . https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

Contributions to this missionary work

LIÇÃO 4 - O MINISTÉRIO AVIVADO DE JESUS

 LIÇÃO 4 - O MINISTÉRIO AVIVADO DE JESUS

Texto Áureo: “Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galileia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor.”  (Lc 4.14)

Leitura Bíblica em Classe: Lucas 4.14-22


Introdução: A cidade de Nazaré, foi onde Jesus habitou desde infante até aos trinta anos de idade, quando deu-se início a sua missão como o verbo encarnado de Deus. Foi ali que o anjo anunciou a Maria sobre o nascimento do Messias. Após o seu nascimento tiveram que ir para o Egito, pois Herodes havia ordenado que matassem todas as crianças até dois anos, pois temia o que lhe contaram sobre o Messias e que este assumiria o reino em Jerusalém. Após a morte de Herodes, a família volta para Nazaré, tendo Jesus aprendido o ofício do seu padrasto José, o qual ao morrer, o Senhor se tornou o arrimo da família, constituída pela mãe, irmãos e irmãs. O povo dali o conhecia como Jesus o carpinteiro, referência ao seu ofício que exerceu até o início do seu ministério. A associação de Jesus com o lugar fê-lo conhecido como o Nazareno. No seu retorno já como o Senhor, eles relutaram em aceitá-lo da forma como voltou, não mais como o carpinteiro, mas como o pregador do evangelho, Filho do Deus Altíssimo. Foi o que Jesus disse; não há profeta sem honra senão na sua terra, entre os seus parentes, e na sua casa. 

1. JESUS PERCORRIA OS LUGARES PELA VIRTUDE DE ESPÍRITO.

Lucas 4.14 - Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galileia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor. Lucas 4.15 - E ensinava nas suas sinagogas e por todos era louvado. Lucas 4.16 - E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga e levantou-se para ler.

Jesus exercendo o seu ministério avivado, pois em momento algum, parou para tirar alguma folga, muito pelo contrário, como Ele disse certa vez, que meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Estando despojado de todo o seu poder, e na condição de um simples mortal, todo o seu mistério foi conduzido pelo Espírito Santo, que operava nele toda diversidade de dons espirituais, o que se fazia necessário para a condução da sua missão. Assim, pelo poder do Espírito, Jesus é impulsionado a ir para Nazaré, cidade onde viveu até sair dali para exercer a sua missão. Havia uma obra para ser realizada nesta cidade, não mais numa carpintaria, e sim numa Sinagoga, onde gostava de pregar sobre as Escrituras. Entre os ouvintes que o conheciam de uma outra forma, ficavam-se perguntando; não era esse o carpinteiro, que agora o estamos vendo pregando aqui na sinagoga. Entre essas colocações certamente havia alguns que aceitavam e outros que surpresos não lhe davam importância. Muitos de nós quando olhamos o nosso passado e a transformação que Cristo fez em nossa vida, as pessoas com quem convivemos, quando nos encontram e veem em nós essa mudança, alguns acreditam, mas tem os que não acreditam. Não era o caso de Jesus que teve o passado imaculado, mas no nosso caso, nem todos tiveram um passado sem reprovação. Jesus foi tratado como um estranho entre os seus próprios compatriotas; agora para ser olhado, ouvido, testado, experimentado, usado ou deixado de lado, conforme o pensamento de cada um.    

2. JESUS REVELA O AUTOCONHECIMENTO DIRIGIDO PELO ESPÍRITO.

Lucas 4.17- E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito: Lucas 4.18 - O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração, Lucas 4.19 - a apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor.

Ao ser dada a oportunidade a Jesus, Ele se levantou e abriu o livro, justamente em uma passagem do profeta Isaías que falava justamente sobre Ele mesmo. Era uma profecia messiânica, onde diz que o Espírito Santo está sobre mim reflete uma realidade de que o Messias enviado estaria pelo poder do Espírito Santo. Seria Ungido, o que significa separado, e com os dons necessários para os serviços na sua missão. Dando-lhe sabedoria, entendimento, conselho, poder, conhecimento e temor do Senhor. Em primeiro lugar seria pregar o evangelho aos pobres, que aponta uma boa notícia a todos os pobres espiritualmente para encontrar a salvação. Em segundo lugar, proclamar libertação aos cativos; pecadores perdidos não podem imaginar que estão livres, pois na realidade não estão mesmos. Todos os pecadores estão sob o jugo de Satanás, mantidos em seu cativeiro para cumprirem a sua vontade, o qual usa de vários meios para mantê-los nesta situação com escravos. Mas, a boa notícia para todos os pecadores é que Jesus tem os meios para resgatar os cativos do Diabo, é só aceitar as suas condições. Se com tua boca confessares, e no teu coração creres, serás salvo. Em terceiro lugar era dar vistas aos cegos, ou seja fornecer os meios para curar a cegueira espiritual, a qual é a condição do homem caído no pecado. Jesus é luz que veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz e não vem para a luz para que as suas obras más, sejam manifestas. Satanás cegou os entendimentos dos incrédulos para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. E, em quarto lugar, Jesus veio para libertar os oprimidos pelas circunstâncias aflitivas da vida. Ele disse: vinde a mim vós que estais cansados e oprimidos que eu vos aliviarei. O ano aceitável do Senhor havia chegado em Cristo, trazendo salvação para todos os que o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

3. JESUS DISSE A TODOS QUE O TEXTO DE ISAÍAS CUMPRIU-SE ALI.

Lucas 4.20 - E, cerrando o livro e tornando a dá-lo ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. Lucas 4.21- Então, começou a dizer-lhes: Hoje, se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos. Lucas 4.22 - E todos lhe davam testemunho, e se maravilhavam das palavras de graça que saíam da sua boca, e diziam: Não é este o filho de José?

Ao encerrar Jesus a sua prédica, inicia-se um momento de suspense, quanto ao teor da mensagem e todos fixam os seus olhos nele, confusos quanto ao que ouviram. Na realidade não imaginaram em um momento sequer que estavam todos participando do cumprimento de uma profecia da escritura que foi lida pelo Senhor. Estavam testemunhando naquele momento do cumprimento dessa passagem no livro do profeta Isaías, com o personagem principal da profecia, bem diante dos seus olhos. A reação de todos pelo menos, no princípio foi positiva, com todos falando bem dele, mas surpreendentemente, mais adiante essa reação positiva foi rapidamente revertida, mudando radicalmente a avaliação que tinham feito sobre Jesus. A ingratidão com Jesus imperou entre eles, não quizeram entender que o Senhor, veio trazer boas-novas da salvação, cura aos aflitos e rejeitados, libertando muitos da cegueira e da escravidão de demônios e de enfermidades. Foi um grande avivamento espiritual, mas infelizmente, os seus ouvintes recusaram-se a crer nele. Para eles, Jesus não passava de apenas filho de Maria e José, o menino que viram crescer ali na cidade de Nazaré. Queriam ver milagres como os que Ele operou em outros lugares, mas Jesus se negou em atendê-los, pois não mereciam receber nada motivada pelas hostilidades deles contra o Senhor. Como em nossos dias, querem milagres, mas não querem ouvir a verdade.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale com o Pastor

Os subsídios de lições bíblicas são uma ferramenta valiosa que pode ajudar os professores a preparar e ministrar aulas mais eficazes. Ao escolher o subsídio mais adequado e usá-lo de forma criativa, você poderá ajudar seus alunos a crescer na fé e no conhecimento da Bíblia. - Permita a exibição de anúncios no nosso site. Se você está usando um bloqueador de anúncios peço que desative, pois contamos com a publicidade para ajudar a financiar nosso site. Pastor Adilson Guilhermel

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

VISÃO MISSIONÁRIA


Faça sua busca aqui