Translate

ESTEJA JUNTO COMIGO NESTA OBRA.

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 . https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

Contributions to this missionary work

LIÇÃO 11 - O AVIVAMENTO E A MISSÃO DA IGREJA

LIÇÃO 11 - O AVIVAMENTO E A MISSÃO DA IGREJA

Texto Áureo: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Mc 16.15,16)

Leitura Bíblica em Classe: Marcos 16.14-20


Introdução: Qual seria o perfil de uma igreja pentecostal autêntica? Em primeiro lugar o avivamento é necessário, o que significa uma igreja viva, cheia do Espírito Santo, revestida de poder e militante na causa de Cristo. A missão da igreja não pode ser restritiva, mas sim expansionista, alinhada com o ide de Jesus, sempre apresentando o caminho da salvação, e vivenciando as realidades sobrenaturais, revelando o Deus protetor. A igreja é a continuação do ministério de Cristo, propagadora da sua mensagem. A igreja avivada é identificada quando os irmãos demonstram uma fé conjunta e consciente. O Senhor quer uma igreja que tenha reverência, com temor e tremor, unida no espírito de comunhão, na simplicidade, na santidade e que tenha um bom testemunho com os que estão de fora. 

1. UMA REPREENSÃO E UMA ORDENANÇA MAS FALTAVA O AVIVAMENTO.

Marcos 16.14 - Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado. Marcos 16.15 - E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16.16 - Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

Jesus após ressurreição havia aparecido para Maria Madalena no jardim do túmulo, o qual lhe deu instruções para contar sobre Ele aos demais discípulos. Porém, esses discípulos recusaram acreditar na afirmação dela dizendo que tinha visto o Senhor. Depois disso, também apareceu a dois discípulos que iam a caminho de Emaús, tendo também se identificado como o Senhor ressuscitado, porém os discípulos recusaram a acreditar neles. A seguir o Senhor vai até esses discípulos e entra no meio deles dizendo a paz esteja convosco. Eles estavam perturbados  e foram exortados pela sua incredulidade, tanto quanto ao testemunho de Maria Madalena, como também com relação ao testemunhos dos dois discípulos que iam a caminho de Emaús. Estavam assustados, com medo e também perturbados com dúvidas nos seus corações. Jesus após a ressurreição já estava com o corpo glorificado, imaterial, mas tinha o poder de se materializar para poder interagir com esses discípulos de uma forma presencial, para que toda a dúvida e incredulidade caísse por terra. Jesus preparou esses discípulos durante três anos do seu ministério terreno, para darem continuidade a sua obra de pregar o evangelho, e não poderiam se eximir disso. O Senhor vendo que todos caíram em si, e já crendo, imediatamente dá a ordem da grande comissão, para irem por todo o mundo e pregarem o evangelho a toda a criatura, sem acepção de pessoas. Nessa comissão foi determinado que fizessem discípulos de todas as nações, batizando no batismo sacramental, doutrinando sobre as ordenanças e obedecendo tudo que for ordenado. Jesus também garantiu a sua presença constante na caminhada dos seus evangelizadores.

2. SEM O AVIVAMENTO DO PENTECOSTE A ORDENANÇA NÃO SEGUIRIA.

Marcos 16.17 - E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas Línguas; Marcos 16.18 - Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

Embora Marcos no seu evangelho, não alonga ou esclarece mais sobre esta passagem, é bom ressaltar que essa comissão não começou a ser cumprida de imediato, pois eles tinham outra instrução pré-comissão, para após a ascensão do Senhor ao céu. (Atos 1.3 Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus). Jesus após a sua ressurreição ficou ainda quarenta dias, com várias aparições e instruções para os seus discípulos. Antes de partir para o céu, Jesus ordenou que eles deveriam ficar em Jerusalém, até que do alto fossem revestidos de poder. Como igreja, corpo que eles foram e que somos, sem o avivamento, no qual é essencial o batismo com o Espírito Santo, não há como estar militando no cumprimento da grande comissão. Isto porque, anunciar o evangelho é entrar no campo de prisioneiros das entidades malignas lideradas por Satanás. E, para libertar essas almas prisioneiras, não é de qualquer maneira, pois isso envolve lutas no reino espiritual, para que possamos ter êxito no resgate dessas almas. Foi nesse avivamento do pentecostes que os discípulos receberam o poder para se pegassem em serpentes, não sofreriam mal algum, se lhes dessem veneno, não lhes fariam mal, como também receberiam o poder para curar enfermos e expulsar demônios. Sem o batismo como o Espírito, não poderiam estar inseridos nesse contexto. 

3. O SENHOR FEZ SUA PARTE E OS DISCÍPULOS DEVERIAM FAZER A SUA.

Marcos 16.19 - Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à direita de Deus. Marcos 16.20 - E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém!

A missão terrena de Cristo, tanto evangelizadora, como sacrificial, estava cumprida, significando que ele fez perfeitamente toda a sua parte, porém a partir daí, era a vez dos seus discípulos fazerem a sua, pois para isso foram preparados pelo Senhor. Como vimos, o Senhor não partiu de imediato a esse encontro com os discípulos, como está escrito neste evangelho e nos outros, pois como está em Atos, Ele ficou mais 40 dias com aparições e dando instruções. No quadragésimo dia Jesus apartou-se deles e foi elevado ao céu, assentando-se por direito a destra do Deus Pai, onde exerce o ofício de Sumo-Sacerdote, dentre de uma diversidade, entre elas, algumas como, atendendo as orações, petições, fazendo expiação das almas que se convertem, reconciliando-as com o Pai e muito mais. As ordens que o Senhor deu, continuam prevalecendo e devem ser cumpridas, observando sempre que exigem a necessidade de preparação em todos os sentidos, para poderem estar aptos para o cumprimento da grande comissão. Algo que é confortante saber, é que Jesus está numa posição a destra de Deus, cuidando da sua igreja, governando-a com muita energia, que é repassada a todos aqueles que militam na sua obra.


Pastor Adilson Guilhermel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale com o Pastor

Os subsídios de lições bíblicas são uma ferramenta valiosa que pode ajudar os professores a preparar e ministrar aulas mais eficazes. Ao escolher o subsídio mais adequado e usá-lo de forma criativa, você poderá ajudar seus alunos a crescer na fé e no conhecimento da Bíblia. - Permita a exibição de anúncios no nosso site. Se você está usando um bloqueador de anúncios peço que desative, pois contamos com a publicidade para ajudar a financiar nosso site. Pastor Adilson Guilhermel

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

VISÃO MISSIONÁRIA


Faça sua busca aqui