Anunciantes

Translate

Inscreva-se no meu canal

LIÇÃO 07 - A BÍBLIA TRANSFORMA PESSOAS

LIÇÃO 07 - A BÍBLIA TRANSFORMA PESSOAS

Texto Áureo:  Hb 4.12 Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
Leitura Bíblica em Classe:  Hb 4.11-13; 2 Coríntios 10.4-6

Introdução:  Sem a Bíblia não há transformação de vidas, essa é uma questão que não pode ser ignorada, pois se trata de palavras vivas, que se recebidas as mudanças são notórias. Ela transforma a vida da pessoa no seu sentido inteiro, eliminando e corrigindo defeitos de caráter, mudando comportamentos, tirando os vícios escravizantes que o mundo realiza. Para o cristão ela condiciona e determina o futuro eterno se os seus preceitos forem seguidos de acordo como ela determina. Temos um repouso que nos aguarda, mas é preciso entender que existem exigências para entrar nele, pois não se entra nesse repouso de qualquer maneira.

1. TODOS NÓS DEVEMOS SABER QUE VIVEMOS NO MEIO DE BATALHAS ESPIRITUAIS.
2 Coríntios 10.4  Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; 2 Coríntios 10.5  Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; 2 Coríntios 10.6  E estando prontos para vingar toda a desobediência, quando for cumprida a vossa obediência.
O apóstolo Paulo sempre teve problemas, tanto com os judaizantes, como também com os próprios cristãos da igreja, principalmente a de Coríntios. Havia ali os críticos quanto ao comportamento de Paulo em relação às cartas, a qual ele escrevia, que em várias exortações eram com palavras duras, isso estando ausente, mas estando presente as suas palavras eram amáveis. Paulo estava tratando com homens arrogantes, tirânicos e prepotentes, enfrentando as acusações desse tipo de gente que na verdade é o joio no meio da igreja. Queriam embates na carne com ausência de espiritualidade, mas Paulo como homem experiente não entrava nas artimanhas deles, que cegados pelo inimigo não discerniam, adequadamente, a natureza da guerra espiritual. Paulo sempre teve uma seriedade no exercício do seu ministério, assim como a de seu Senhor, com muita compaixão por aqueles a quem serve. A questão de que quando ausente era ousado e quando presente era humilde, o que é uma grande inverdade, interpretavam esses que a sua benignidade como fraqueza. Paulo não conduz o seu ministério com armas carnais, semelhantes às utilizadas pelo mundo, pois nenhuma dessas tem o poder de destruir as fortalezas do inimigo nos corações dos homens tomados por elas. As nossas armas são espirituais as quais o Senhor nos equipou para as batalhas espirituais as serem enfrentadas e combatidas em nossa caminhada. O poder do evangelho destrói todo o conselho e altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus. É na guerra espiritual que todo entendimento deve ser levado cativo à obediência a Cristo, pelo poder de romper barreiras nas mentes e corações dos homens.
2. O TRABALHO DILIGENTE É NOSSO ÚNICO CAMINHO PARA O DESCANSO ETERNO.
Hebreus 4.11  Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência.
A bíblia diz que muitos são chamados e poucos são os escolhidos, significa que na multidão de chamados existe um processo de seleção, do qual sairão os escolhidos. Procuremos pois nos esforçar, pois existe a possibilidade de ficar para trás, se não ficar atento ao perigo da relutância e lentidão espiritual. A advertência deve ser levada a sério, pois haverá um resultado fatídico no resultado inevitável e final de toda relutância desta lentidão, pois será uma queda final e irrevogável, à qual não existe meio de reverter. O meio de evitar que isso aconteça é ser zeloso, fiel, obediente, empenhar-se e lutar diligentemente. Não há como ir para o repouso de uma forma indiferente às condicionais da palavra de Deus.
3. A PALAVRA É QUE DIFERENCIA EM NÓS O QUE É NATURAL E O QUE É ESPIRITUAL.
Hebreus 4.12  Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hebreus 4.13  E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.
Não se brinca com a palavra de Deus, este é um ponto de exortação a ser observado, pois a palavra não é uma escrita morta, mas viva. Ela está em ação nesse momento, pois ela é viva em todo momento em que Deus fala, tanto você lendo e meditando, como também ouvindo. Milhares de israelitas não entraram em Canaã, pois não deram atenção à palavra de Deus. Nós como igreja do Senhor Jesus estamos em uma jornada rumo a Canaã celestial e não podemos seguir o exemplo do povo desobediente de Israel, pois corremos o risco de não entrarmos no repouso. A palavra não está somente viva, mas tem a sua eficácia ativa em convencer, examinar o profundo e descobrir o que está nele. A espada bigúmea penetra de tal forma no ouvinte que alma e espírito são divididos e é apta para discernir os mais profundos pensamentos. Uma pessoa pode ser culta e atenta na mente e corpo, mas entorpecida espiritualmente, assim a palavra nos chama a atenção para este tipo de entorpecimento. Todos nós teremos que prestar contas a Deus que tudo vê e tudo conhece, pois tudo está patente aos seus Olhos. Os perseverantes que levaram as coisas de Deus a sério, sabendo que a porta é estreita e o caminho apertado e que são poucos os que entram por ele, sairão ao final vitoriosos e receberão o prêmio que lhes está proposto, mas os omissos serão os eternos fracassados que perderam a oportunidade de entrar no repouso de Deus.

Elaborado pelo texto bíblico da lição

Pastor Adilson Guilhermel

DISPLAY

DISPLAY

FED

FED

ARTICLE