Translate

ESTEJA JUNTO COMIGO NESTA OBRA.

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 . https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

Contributions to this missionary work

LIÇÃO 06: A JUSTIÇA DE DEUS

LIÇÃO 06: A JUSTIÇA DE DEUS Texto Áureo: ”Com o puro te mostrarás puro e com o perverso te mostrarás indomável.” (Sl 18.26)

Leitura Bíblica em Classe: Ezequiel 14.12-21

Introdução: O povo de Judá ainda em Jerusalém estava a iminência de sofrerem a terceira invasão do exército babilônio a qual seria a mais terrível e finalizadora. Porém os judeus nutriam uma falsa esperança de que não haveria mais ataques dos babilônios, conforme a palavra dos falsos profetas. Deus usa o seu profeta Ezequiel com uma mensagem específica, com quatro juízos sobre o povo de Judá e Jerusalém deixando bem enfatizado de que não haveria saída. O povo iludido pelos falsos profetas, provavelmente com lembranças de Abraão intercedendo por Sodoma, Moisés pelo povo rebelde, Samuel pela obediência do povo. Podemos entender que certamente esses falsos profetas se prontificaram a interceder por eles, para que Deus poupasse a cidade. Todos esses falsos profetas ferrenhamente contradiziam as advertências do profeta Jeremias no sentido de se arrependerem. Mas Deus já com a sua medida cheia, havia dito a Jeremias que parasse de orar pelo povo, pois não havia mais esperança para eles. Mesmo que tivesse ali na cidade três homens justos reverenciados pelos judeus, não poderiam deter o juízo de Deus contra a cidade de Jerusalém. 

1. A JUSTIÇA DE DEUS É IRREVOGÁVEL AOS QUE PECAM CONTRA ELE.

Ezequiel 14.12 – Veio ainda a mim a palavra do SE­NHOR, dizendo: Ezequiel 14.13 – Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim, gravemente se rebelando, então, estenderei a mão contra ela, e tornarei instável o sustento do pão, e enviarei contra ela fome, e arrancarei dela homens e animais; Ezequiel 14.14 – ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles, pela sua justiça, livrariam apenas a sua alma, diz o Senhor JEOVÁ.

Dependendo de quem intercede, existe a impossibilidade da intercessão ser bem sucedida, pois se o intercessor não for justo diante de Deus, não há como Ele responder. Se quem busca uma intercessão por si mesmo, nada alcançará, pois o pecado é o fator agravante e impeditivo de ter resposta. O pecado do povo judeu so tornou tão grave aos olhos do Senhor, que mesmo homens de Deus, dos mais justos não seriam capazes de interceder por eles. A infidelidade é algo abominável diante do Senhor e, os que assim procedem não há como escapar do julgamento divino. Os três personagens bíblicos, tanto Noé, Jó e Daniel são revelados como homens justos, conhecidos pela capacidade como intercessores junto ao Senhor, cada um dentro de uma época. Contudo, o Senhor enfaticamente dá garantias de que mesmo que esses três estivessem presentes no meio deles em Jerusalém, somente eles seriam capazes de salvar a si mesmos.  

2. A JUSTIÇA DE DEUS NO SEU EFEITO PUNITIVO NÃO HÁ COMO FUGIR.

Ezequiel 14.15 – Se eu fizer passar pela terra nocivas alimárias, e elas a assolarem, que fique assolada, e ninguém possa passar por ela por causa das feras; Ezequiel 14.16 – ainda que esses três homens es­tivessem no meio dela, vivo eu, diz o Senhor JEOVÁ, que nem a filhos nem a filhas livrariam; só eles ficariam livres, e a terra seria assolada. Ezequiel 14.17- Ou, se eu trouxer a espada sobre a tal terra, e disser: Espada, passa pela terra: e eu arrancar dela homens e animais; 18 – ainda que aqueles três homens estivessem nela, vivo eu, diz o Senhor JEOVÁ, que nem filhos nem filhas livrariam, mas eles só ficariam livres. 

 A terra ficaria abandonada e com isso viraria local de habitação de animais selvagens tornando-se ali, um lugar perigoso de tal forma que ninguém se atreveria a passar por aquele local. Teriam esses animais um poder destrutivo, que atacariam a todos naquela terra que ficaria assolada. Se os filhos e filhas de Judá tornassem a retornar de alguma maneira àquele lugar, mesmo que ali estivessem esses três homens, só eles seriam poupados naquela terra assolada e os demais não seriam poupados. Deus pronunciou um juramento por si próprio, que nenhum homem poderia anular, envolvendo os três homens, os quais não poderiam salvar os seus filhos e filhas, mesmo com toda intercessão por mais persistente que fosse. Quando se fala filhos e filhas está indicando a população em geral de Jerusalém, onde a presença desses homens justos, com suas intercessões não conseguiria livrar esse povo do eminente juízo. A espada do Senhor passaria sem misericórdia tanto em Judá, como em Jerusalém, o que ocasionou uma grande e horrenda destruição. Deus volta a repetir que ainda que somente aqueles três homens escapariam da terrível aniquilação, porquanto o julgamento seria inevitável. Não pode impedir o poder destrutivo da ira do Senhor. 

3. A JUSTIÇA DE DEUS VINDA COM SUA IRA SÓ PODE ESCAPAR OS FIÉIS. 

Ezequiel 14.19 – Ou se eu enviar a peste sobre a tal terra e derramar o meu furor sobre ela com sangue, para arrancar dela homens e animais; Ezequiel 14.20 – ainda que Noé, Daniel e Jó estivessem no meio dela, vivo eu, diz o Senhor JEOVÁ, que nem filho nem filha eles livrariam, mas só livrariam a sua própria alma pela sua justiça. Ezequiel 14.21 – Porque assim diz o Senhor JEOVÁ: Quanto mais, se eu enviar os meus quatro maus juízos, a espada, e a fome, e as nocivas alimárias, e a peste, contra Jerusalém para arrancar dela homens e animais?

No contexto do terrível quádruplo foi apresentado a fome, animais selvagens, espada e por último o pior de todos que seria a pestilência, por ser algo incontrolável devido a contaminação que se espalharia entre o povo levando muitos a morte, pois naqueles tempos era algo incurável. Os julgamentos como vemos era algo terrível, mas foi um meio para que os sobreviventes pudessem se conscientizar e se arrependerem dos seus maus caminhos. Os quatro meios de juízo impetrados pelo Senhor foram extremamente eficientes para exterminar quase todos viventes em Jerusalém, sendo que poucos ainda ficaram em Jerusalém por não terem condições físicas de irem para o exílio, entre eles idosos, deficientes e outros mais. Uma nova repetição de que a presença desses três homens santos não surtiria efeito algum para anular o que Deus havia jurado, no sentido da destruição que viria. Deus operou vários juízos destrutivos e todos envolveram a rebelião e infidelidade contra ele e, mais juízos estão por vir de uma forma súbita, sendo que todos os alertas já tem sido dado pelos verdadeiros profetas do Senhor.  

Pastor Adilson Guilhermel


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale com o Pastor

Os subsídios de lições bíblicas são uma ferramenta valiosa que pode ajudar os professores a preparar e ministrar aulas mais eficazes. Ao escolher o subsídio mais adequado e usá-lo de forma criativa, você poderá ajudar seus alunos a crescer na fé e no conhecimento da Bíblia. - Permita a exibição de anúncios no nosso site. Se você está usando um bloqueador de anúncios peço que desative, pois contamos com a publicidade para ajudar a financiar nosso site. Pastor Adilson Guilhermel

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

VISÃO MISSIONÁRIA


Faça sua busca aqui