ANÚNCIOS AUTOMÁTICOS

Inscreva-se no meu canal

LIÇÃO 06 - O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR

  

Lição 06 - O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
Texto Áureo: “Sucedeu, pois, que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim.” (2 Rs 2.9)
Leitura Bíblica em Classe: 2 Reis 2.1-15


Introdução: Sucessor é aquele que sucede a outrem ou que o substitui num cargo ou função?. A Bíblia descreve diversos exemplos de sucessores, tais como: Josué, sucessor de Moisés; Eliseu, sucessor de Elias; Davi, sucessor de Saul. Mas para chegar a tal condição é necessário que o sucessor seja preparado para tal responsabilidade, pois envolve dar continuidade ministerial nos mesmos padrões do seu antecessor desde que seja um verdadeiro homem de Deus. Mas também ocorrem casos onde o sucessor que assume um ministério mal dirigido por alguém não qualificado e nessa condição não pode haver continuidade, pois tudo tem que ser colocado em ordem.  

1. O SUCESSOR DE UMA CONTINUIDADE MINISTERIAL REQUER PROVAR A SUA DEVOÇÃO.
2 Reis 2.1 - Sucedeu, pois, que, havendo o SENHOR de elevar a Elias num redemoinho ao céu, Elias partiu com Eliseu de Gilgal. 2 Reis 2.2 - E disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Betel. Porém Eliseu disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que te não deixarei. E assim foram a Betel.
Por mais que Eliseu sendo persuadido por Elias a voltar para a sua lavoura e se livrar dos sofrimentos e o peso de uma missão profética, ele não desistiu de seguir o seu mestre. Elias vendo essa resistência por parte de Eliseu, tentou deixá-lo para trás, primeiro em Gilgal, depois em Betel e por fim em Jericó. Em todos estes lugares Eliseu por ordem de Elias foi acompanhado dos demais profetas, para serem testemunhas da sua perseverança e dos acontecimentos que se seguiram até a partida do seu líder.
2. O SUCESSOR IRÁ PROVAR A SUA DEVOÇÃO PELA FIEL FIRMEZA NAS SUAS DECISÕES.
2 Reis 2.3 - Então, os filhos dos profetas que estavam em Betel saíram a Eliseu e lhe disseram: Sabes que o SENHOR, hoje, tomará o teu senhor por de cima da tua cabeça? E ele disse: Também eu bem o sei; calai-vos. 2 Reis 2.4 - E Elias lhe disse: Eliseu, fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Jericó. Porém ele disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que te não deixarei. E assim vieram a Jericó.
Quando alguém tem um firme propósito da sua vocação e missão para como o reino de Deus, nada consegue dissuadi-lo a retroceder. Eliseu é um exemplo de determinação em alcançar os seus objetivos e não se deixou levar por palavras contrárias de quem quer que fosse. Havia um grande propósito para Eliseu e não aceitaria ser persuadido, e não permitiria que as ordens de Elias viessem conflitar em sua mente.
3. O SUCESSOR QUE É FIRME E DECIDIDO SEGUE O LÍDER FIELMENTE ATÉ AO SEU FINAL.
2 Reis 2.5 - Então, os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu e lhe disseram: Sabes que o Senhor, hoje, tomará o teu senhor por de cima da tua cabeça? E ele disse: Também eu bem o sei; calai-vos. 2 Reis 2.6 - E Elias disse: Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou ao Jordão. Mas ele disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que te não deixarei. E assim ambos foram juntos.
Todos os profetas sabiam de que haveria o arrebatamento de Elias e insistentemente falavam a Eliseu sobre esse acontecimento, mas este insistiam que se calassem sobre o assunto. Repetidamente também Elias ordenou que Eliseu não prosseguisse, mas como sempre ele se recusou a fazê-lo. A mente de Eliseu estava focada em continuar, custe o que custasse, já tendo adquirido o discernimento profético da grandeza da missão em que seria envolvido e não queria perder o que era para ele. 
4. O SUCESSOR DEVE PEDIR  A BÊNÇÃO PARA LEVAR AVANTE UM MINISTÉRIO GLORIOSO .
2 Reis 2.7 - E foram cinquenta homens dos filhos dos profetas e, de longe, pararam defronte; e eles ambos pararam junto ao Jordão. 2 Reis 2.8 - Então Elias tomou a sua capa, e a dobrou, e feriu as águas, as quais se dividiram para as duas bandas; e passaram ambos em seco. 2 Reis 2.9 - Sucedeu, pois, que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim. 2 Reis 2.10 - E disse: Coisa dura pediste; se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará; porém, se não, não se fará.
Cinquenta discípulos dos profetas pararam a certa distância já prevendo o que iria acontecer em relação a Elias. Eles sabiam que algo iria acontecer subitamente, mas o que esperavam ver foi frustrado, pois só Eliseu é que poderia ver o redemoinho que arrebatou Elias e dessa forma Eliseu seria o único participante do milagre, como também o sucessor do ministério de Elias. Mas antes desse evento Elias deu oportunidade de fazer um pedido para que fosse usado na continuidade do seu ministério. Portanto, como o ministério de Elias era espiritual e dependia do poder de Deus, Eliseu não titubeou e fez um pedido ousado mas com sabedoria, o qual era porção dobrado do espírito de seu mestre. Esse pedido não se tratava de receber o dobro do Espírito Santo e sim ter mais do espírito interior que movia o ímpeto desse grande profeta de Deus.
5. O SUCESSOR DEVE SE IDENTIFICAR TAL QUAL SEU MESTRE PARA SER ACREDITADO.
2 Reis 2.11 - E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho. 2 Reis 2.12 - O que vendo Eliseu, clamou: Meu pai, meu pai, carros de Israel e seus cavaleiros! E nunca mais o viu; e, tomando das suas vestes, as rasgou em duas partes. 2 Reis 2.13 - Também levantou a capa de Elias, que lhe caíra; e voltou-se e parou à borda do Jordão. 2 Reis 2.14 - E tomou a capa de Elias, que lhe caíra, e feriu as águas, e disse: Onde está o Senhor, Deus de Elias? Então, feriu as águas, e se dividiram elas para uma e outra banda; e Eliseu passou. 2 Reis 2.15 - Vendo-o, pois, os filhos dos profetas que estavam defronte em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram-lhe ao encontro e se prostraram diante dele em terra.
A condição de receber o seu pedido era condicional a ter a visão do arrebatamento de Elias e nesse caso Eliseu ficou atento para não perder a bênção. Eliseu tinha Elias como um Pai espiritual e como filho seria o primogênito e desse modo recebeu essa herança espiritual de tal forma que realizou o dobro dos milagres de Elias. Quando fala carro de fogo e cavalos e fogo não se interpreta isso literalmente, mas como uma visão figurativa. A capa que Eliseu tomou de Elias já arrebatado significava a sua autoridade como profeta e Eliseu provou isso diante de todos os discípulos ao ferir as águas do Jordão que se dividiram para passar a seco. Assim todos os presentes puderam reconhecer que a autoridade de Elias foi passada para Eliseu. Quanto ao arrebatamento de Elias que subiu para o céu num redemoinho, não se pode entender essa questão no sentido literal. Isto porque Elias também como todo ser herdou o pecado original, portanto era portador da natureza adâmica e nessas condições não poderia ir para o céu celestial nessa condição, como também o próprio Enoque. Ninguém antes do sangue de Cristo ser derramado no Calvário poderia alcançar essa condição, pois só através do sangue que poderia ser feita a expiação desse pecado original. Cristo falou sobre o local provisório onde todos os salvos da antiga aliança eram enviados, o qual se chamava o seio de Abraão, também conhecido como sheol. Deus não iria abrir uma exceção para Elias e Enoque irem para o Céu Celestial diretamente sem passar pelo processo da expiação. Assim entende-se que esses dois personagens bíblicos ficaram nesse lugar até Cristo consumar o seu sacrifício na Cruz.

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

CORRESPONDENTE