ANÚNCIOS AUTOMÁTICOS

Inscreva-se no meu canal

LIÇÃO 9 - O MINISTÉRIO DE PASTOR


O MINISTÉRIO DE PASTOR
Lição 9 - 30 de Maio de 2021 Texto Áureo: Jo 10.11 Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Leitura Bíblica em Classe: João 10.11,14; Tito 1.7-11; I Pedro 5.2-4 NÃO BASTA QUERER SER UM PASTOR, É PRECISO SER UM PASTOR

Introdução: O ministério de Pastor é um ofício outorgado por Cristo para aqueles, a qual Ele comissiona exclusivamente à cuidar das suas ovelhas. Portanto, para ser um Pastor é necessário ter a chamada ministerial de Cristo a fim de exercer esse ministério. Porém não basta apenas ter a chamada ministerial, pois o ministério de Pastor exige preparação em todos os sentidos para exercer tal responsabilidade. Fazendo aqui uma analogia usando a figura de um médico secular como exemplo, é sabido que todo profissional da saúde precisa ser diplomado por uma faculdade de medicina e também ser credenciado para isso. Isso porque, ele deverá ser um especialista em doenças físicas para poder exercer a sua função. Entendemos então que um médico trata da área física e se não for credenciado é um falso médico. Agora o Pastor é um médico espiritual, pois ele trata com almas, e como ele vai tratar e cuidar de almas se não estudou para isso. Portanto um pastor que não tem uma preparação teológica para estar capacitado a doutrinar a igreja e exerce esse ofício por conta própria sem estar credenciado para tal, é um falso pastor. É preciso entender que no meio evangélico tem alguns que se fazem pastores, mas na realidade são como lobos vestidos de ovelhas, não com a finalidade de pastorear e sim de explorar.  
1. O bom pastor é todo aquele que imita os exemplos deixados por Jesus - João 10.11 Eu sou o bom Pastor; - Atos 20:28 Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.
É dever de um bom pastor nutrir suas ovelhas, com a verdadeira palavra de Deus, dando a assistência necessária. Se Deus o supremo pastor nos dá esse tratamento indica que semelhantemente também devemos oferecer às ovelhas o que Ele faz por nós. O pastor não pode ser descuidado com as almas que tem sob a sua responsabilidade, pois isso é uma falta grave. O seu ministério não pode ser de superficialidade, pois a igreja não pode ser edificada se o pastor não tiver um equilíbrio entre a oração e a palavra de Deus. Essas duas coisas devem caminhar juntas. A cobiça não pode existir no ministério pastoral, pois a cobiça o leva a roubar e mentir para alcançar os seus objetivos de tirar o que puder do povo. Não é errado o pastor receber algum recurso financeiro, o que não pode é montar um patrimônio com esses recursos.
2. O bom pastor é aquele que dedica a sua vida em favor das ovelhas – João 10.11b..o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. - 1 João 3:16 Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.
Jesus redimiu a sua igreja com o seu próprio sangue e isso envolveu o grande amor de Deus por cada um de nós e certamente o Pastor deve amar aqueles que Deus ama, da maneira como Ele ama. Esse amor deve ser em seu mais alto grau, tão fervoroso que nos dê forças para sofrer e mesmo morrer pelo bem da igreja, pois quem quer cuidar da Igreja de Cristo deve saber que isso envolve todo tipo de sacrifício. (E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós. Filipenses 2:17).
3. O bom pastor é aquele conhece as suas ovelhas e cuida de cada uma - João 10.14 Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. - Provérbios 27:23 - Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos,
O pastor deve ser diligente com os seus deveres se dedicando ao seu trabalho ministerial e entender plenamente e corretamente daquilo que faz e jamais se envolver com as coisas que não entende. Ele deve cuidar do seu rebanho pessoalmente, e não entregá-lo aos cuidados de outro. Ele deve, com os seus próprios olhos, verificar a condição do seu rebanho. Na administração do seu trabalho, deve conhecer a situação das almas e cuidar delas, para que nenhuma se perca. Todo esforço que o pastor empreende em seu trabalho não será vão no Senhor, pois quando agradamos a Deus fazendo a sua vontade é certo que Ele nos recompensa.
4. O pastor deve demonstrar a todos um caráter irrepreensível
Tito 1.7 Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; - I Pedro 5.2 Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;
O pastor é um despenseiro, ou seja, alguém que cuida das coisas de Deus devendo entender que tudo que tem vem de Deus e deve ser usado para Deus. Seu tempo, seus bens e talentos lhe foram emprestados pelo Senhor, e ele deve ser fiel ao usar esses meios para honrar a Deus e edificar a igreja. O pastor não pode ser inflexível, sempre fazendo pressão para que a sua vontade prevaleça. É certo que ele deve ser respeitado, mas pelo fato de ser um líder não pode ser arrogante, ao ponto de não aceitar sugestões dos membros da sua igreja. O pastor não pode se irritar com facilidade ao ponto de deixar transparecer isso aos membros e cooperadores da igreja. Deve ser amigo das pessoas, sem implicar com um, ou outro, para dessa maneira ganhar a simpatia de todos, Deve ser fiel a palavra e praticar o que prega. O pastor deve ter a mente e o corpo sob controle sujeitando-se ao Espírito Santo.
5. O pastor deve um bom testemunho tanto para os fiéis e os infiéis
1 Tito 3:7 - Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo. - I Pedro 2.12 Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem. –
O pastor tem que ser exemplo tanto na igreja, como também em todos os compromissos seculares e no seu relacionamento com pessoas que não são cristãos. É sempre bom lembrar que a palavra diz que estamos rodeados de uma grande nuvem de testemunhas tanto do mundo físico, como do mundo espiritual em qualquer hora e lugar que estivermos. O viver de um pastor em todos os momentos deve ser honesto, amável, decente, agradável e sem culpa. Um comportamento puro, justo e bom são fatores indispensáveis para que alguém não não venha encontrar argumentos a fim de levantar acusações ou insinuações contra aqueles que servem a Deus.
6. O pastor deve ser exemplo na sua família, pois isso é essencial
Tito 1.8 Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante; - 1 Timóteo 5:8 Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.
O pastor deve ter disciplina quanto ao uso de seu tempo, a fim de fazer todo o seu trabalho. Deve saber remir o tempo entre os seus cuidados com a igreja, como também com os seus cuidados com a família. O tratamento dado à igreja e a família deve ter similaridade, pois o pastor tem que ser na igreja o que é na família, e o que é na família tem que ser na igreja. Algo muito descarado, indignante para a família é o pastor ser um homem agressivo dentro do lar, xingador e outras coisas que não convém ao seu ministério, e depois subir num púlpito para doutrinar a igreja. Como fica nesse caso a situação da família ter que olhar e ouvir um homem desse tipo pregar a palavra. Para a família em si que o conhece muito bem, não é um culto e sim uma seção de tortura.
7. O pastor é autêntico quando vive a palavra e, é fiel com a sã doutrina
Tito 1.9 Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes. - 1 Timóteo 4:16 Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.
A palavra não pode ser pregada para agradar esse ou aquele, pois nesse caso mesmo o pastor estando usando a bíblia, ele não está pregando a palavra de Deus e sim a sua própria palavra. É comum pastores manipularem a palavra com diversidade de intenções, porém a palavra deve vir pelo Espírito para que Ele trate dentro da necessidade de cada alma, coisa que o homem não tem capacidade de fazer. Se a bíblia diz que nos últimos dias muitos não suportariam a sã doutrina, isso não é um motivo justificante para mudarmos os conceitos doutrinários incluindo às fábulas que muitos preferem. Paulo alertou Timóteo para não mudar os conceitos com relação a sã doutrina e que permanecesse nela, com o povo gostando ou não gostando. Caso Timóteo deixasse de pregar a sã doutrina, ele poderia perder a sua salvação. Esse é um alerta que muitos pastores não dão a mínima e continua enganando o povo com as suas campanhas ilusórias explorando os recursos financeiros dos incautos.
8. O pastor é autêntico quando não vive satisfazendo a sí próprio. 
Tito 1.10 Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, - I Pedro 5.3 Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.
Quantos pastores enganadores estão espalhados por esse mundo semeando mentiras e prejudicando o evangelho de Cristo. São homens insubordinados a Deus e que se recusam a submeter-se à verdadeira palavra de Deus. São hábeis nas suas palavras para impressionarem as pessoas, mas sem qualquer conteúdo e substância. Sabem dizer aos outros o que fazer, mas eles próprios não praticam o que pregam. Esse é um quadro muito triste de ver muitos pastores enganando as pessoas com doutrinas falsas. Afirmam ensinar a verdade, quando, de fato, mascateavam ilusões. Isso porque, eles próprios são enganados por satanás, para enganar os outros. Vivem em função dos próprios apetites e o pior é que os seus seguidores aceitam essa situação com prazer.
9. O pastor é autêntico quando é íntegro e está acima de qualquer suspeita - Tito 1.11 Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância. I Pedro 5.4 E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória.
O verdadeiro Pastor de Deus não ministra visando interesses pessoais; antes, faz seu trabalho a fim de ajudar os outros a crescer na fé. Esse é o testemunho que um pastor íntegro deve apresentar, em contraste aos enganadores que ensinam falsas doutrinas e levam uma vida falsa. Os que assim procedem é porque a sua consciência já está corrompida e cauterizada e desprovida de sentimento de culpa. Um bom pastor é aquele que caminha com Deus e que cresce em sua vida espiritual. O pastor deve avançar sempre nos estudos para que a igreja não viva na mesmice sem qualquer progresso no conhecimento. Ninguém merece ficar ouvindo o Pastor ficar sempre repetindo as mesmas doutrinas que não leva a lugar algum.

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel - th.M

CORRESPONDENTE