EBD Esboços

Home         Agenda         EBD         Sermões         Contato
 

 

Lição 12 - A NUVEM DA GLÓRIA
Texto Áureo:
“Sê exaltado, ó Deus, sobre os céus; seja a tua glória sobre toda a terra.” (Sl 57.5)
Leitura Bíblica em Classe:
Êxodo 40.34-38; Números 9.15,16 

Introdução: Quando os exércitos de Faraó começaram a encurralar Israel às margens do mar vermelho, Deus entrou em ação manifestando-se como uma coluna de nuvem e de fogo interpondo-se entre eles. Era o Senhor que estava conduzindo Israel na saída do Egito para a terra prometida e nada poderia impedir que isso viesse a acontecer, pois nada e ninguém podem impedir o Seu operar. Essa coluna significava que a presença da glória de Deus estava nela e que a partir dali ia acompanhar e conduzir esse povo rumo à terra prometida. Desse modo o Senhor ia adiante deles conduzindo-os e proporcionando-lhes sombra no deserto durante o dia e aquecimento durante a noite. O Senhor estava na nuvem, de modo que esta era uma manifestação visível da presença do Senhor para a nação de Israel. Essa glória que guiou Israel durante toda a sua jornada rumo à terra prometida é a mesma que está guiando a igreja rumo à dimensão celestial. Ela significa a presença do Espírito Santo no seu cuidado contínuo com a igreja, pois sem essa presença não chegaremos ao nosso destino tão almejado que é o céu. Os meios da manifestação da glória de Deus que esteve presente com Israel e, agora com a igreja é para que o Seu nome seja exaltado em todas as dimensões e seja louvado tanto pelos seres celestiais como por todos os que o reconhecem como o único Deus. A partir do momento que nos tornamos filhos de Deus a glória dEle deve ficar ainda mais próxima do nosso coração e devemos a cada dia estar mais conscientes dela do que quaisquer outros interesses individuais. Todas as ações que nos envolvem vindos da parte de Deus, sempre são para a glória do Seu Nome.
1. A glória de Deus só se manifesta se há obediência em seus propósitos.

Êxodo 40.34 - Então, a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo, Êxodo 40.35 - de maneira que Moisés não podia entrar na tenda da congregação, porquanto a nuvem ficava sobre ela, e a glória do Senhor enchia o tabernáculo.

Quando o Tabernáculo ficou totalmente pronto conforme como Deus determinou a Moisés, a Sua presença que vinha na coluna de nuvem e de fogo transferiu-se para o Santo dos Santos, o lugar mais sagrado do Tabernáculo. A coluna de nuvem e de fogo continuou dando conforto e guiando o povo pelo deserto, mas a glória de Deus que antes prosseguia exteriorizada enquanto a construção do Tabernáculo não se concluía, se interiorizou na sua conclusão no Santo dos Santos, para ali habitar sobre o trono de misericórdia (propiciatório), lugar onde se fazia a expiação pelo pecado do povo e também onde Moisés recebia instruções divinas para transmitir ao povo. Nessa dispensação da graça, a glória de Deus através de Cristo, o crente torna-se habitação da presença de Deus, lugar onde a sua glória se manifesta quando andamos segundo os preceitos divinos. (Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? 1 Coríntios 3:16).

2. A glória de Deus sempre estava presente em toda jornada de Israel.

Êxodo 40.36 - Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, então, os filhos de Israel caminhavam em todas as suas jornadas. Êxodo 40.37 - Se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam até ao dia em que ela se levantava;

A nuvem de glória guiou todas as jornadas de Israel durante um período de quarenta anos, até a terra de Canaã. Quando a nuvem se movia, eles se moviam, quando parava, eles paravam e acampavam. A nuvem era observada atentamente pelos sacerdotes para quando ela se movesse tocassem as trombetas para alertar o povo, no sentido de desmontarem as suas tendas como também a desmontagem do Tabernáculo pelos que oficializam ali. Essa movimentação pelo deserto da nuvem de glória era dirigida pelo Espírito Santo até chegarem à terra prometida. Assim também está a igreja, em uma caminhada levando a glória do Senhor em si por veredas cheias de obstáculos, mas que podem ser superados através da nossa persistência rumo à pátria celestial. O nosso sucesso depende da presença de Deus para ajudar-nos e amparar-nos nessa caminhada gloriosa. (Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Filipenses 3:20).

3. A glória de Deus vinda sobre o tabernáculo indica que ele foi aprovado.

Êxodo 40.38 - porquanto a nuvem do Senhor estava de dia sobre o tabernáculo, e o fogo estava de noite sobre ele, perante os olhos de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas.

Deus se manifesta naquilo que Ele aprova e, assim aconteceu quando o tabernáculo foi terminado e aprovado por Ele. A partir dali a presença de Deus ficaria sempre no lugar santíssimo, desde que as suas leis fossem obedecidas integralmente. Essa presença orientava, protegia, iluminava e trazia alegria ao povo. A Sua presença, assim como na Antiga Aliança, numa condição mais completa, também nos proporciona uma série de benefícios, os quais são imprescindíveis para a nossa caminhada nesse mundo de trevas. A caminhada de Israel pelo deserto deve ser vista como um exemplo claro, de como precisamos da ajuda constante da presença de Deus, para que a nossa jornada seja coroada de êxito até o término da nossa carreira nesse plano terreno. (Todavia tu, pela multidão das tuas misericórdias, não os deixaste no deserto. A coluna de nuvem nunca se apartou deles de dia, para os guiar pelo caminho, nem a coluna de fogo de noite, para lhes iluminar; e isto pelo caminho por onde haviam de ir. Neemias 9:19).

4. A glória de Deus era também revelada em um ato contínuo na nuvem.

Números 9.15 - E, no dia de levantar o tabernáculo, a nuvem cobriu o tabernáculo sobre a tenda do Testemunho; e, à tarde, estava sobre o tabernáculo como uma aparência de fogo até à manhã.  Números 9.16 - Assim era de contínuo: a nuvem o cobria, e, de noite, havia aparência de fogo.

A glória de Deus é o guia preciso que leva o homem a terra prometida, como também é o guia preciso para nos levar à dimensão celestial. O objetivo de Senhor em toda a história de Israel apontava para a pessoa de Cristo, o qual guia a todos os quanto a Ele se convertem e seguem o Seu curso orientado pelo Espírito Santo. Com a vinda do Espírito Santo ocorrida no dia do pentecoste, Jesus pode estar com seu povo em qualquer lugar. O Senhor tem um plano, pois Ele é o Senhor da história. Assim a Igreja deve seguir a direção do Seu Cabeça, para cumprir os seus propósitos no mundo, onde somos agora forasteiros e peregrinos. Através da fé um dia chegaremos ao ponto culminante desse plano a qual estamos inseridos, desde que sejamos fiéis.  “Eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mat. 28.20).

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

 
Quer ajudar a propagar esta obra? Clique no botão acima e faça uma doação. />
 

ASSEMBLÉIA DE DEUS - Ministério Redenção -  Rua Frei Gaspar n° 3255 - Cidade Náutica São Vicente - São Paulo 
 Cultos: quarta, sexta e domingo a partir das 19h30. - Escola Dominical às 9h30
Sejam Bem-vindos. 
 
Contato com o Pastor Adilson