Escola Dominical - Esboços EBD
Home       Agenda       EBD       Sermões       Contato
Lições Bíblicas Professor, 3° Trimestre de 2019, Adultos – CPAD
Título: Tempo, Bens e Talentos
Subtítulo: Sendo Mordomo fiel e prudente com as coisas que Deus nos tem dado.
 

Lição 4 - A Mordomia da Família
Texto Áureo:
"Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: [...] porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor." (Js 24.15)
Leitura Bíblica em Classe:
Josué 24.14,15; Efésios 5.22-25,28 

Introdução: Desde o princípio quando Deus instituiu a família no jardim do Éden, Satanás vem procurando descontruir tudo o que foi construído com toda perfeição pelo Senhor. O casal do Éden foi o primeiro a ser descontruído caindo nas persuasões de Satanás e, o que era para ser puro eternamente tornou-se impuro, pois acabaram cedendo à tentação pretendida pelo maligno. Sequencialmente com a vitória obtida sobre Adão que era o governante da terra, este acabou perdendo o seu governo para Satanás, o qual nessa condição passou a ter domínio sobre toda a descendência de Adão, exceto com os que tinham Deus como o Senhor. Apesar de ter perdido o governo para Cristo, que o derrotou com a vitória na Cruz, ele continua por vontade permissiva de Deus a agir sobre os homens até a sua derrota final que será imposta por Cristo. Essa permissão dada por Deus a Satanás é justamente para tentar o homem dentro do seu livre arbítrio para escolher de que lado quer ficar, ou seja, do lado de Satanás, ou do lado de Deus.

I – A FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS UM BOM COMEÇO QUE SE CORROMPEU
1. A instituição do casamento não partiu do homem, mas do próprio Deus.

Mateus 19.4 Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, 5  E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?

A criação de Adão e Eva foi o princípio de uma união conjugal constituída por Deus, para benefício um do outro e com total compatibilidade entre si. Assim foram tidos como homem e mulher, mas para enfatizar a masculinidade e a feminilidade, Deus denominou-os macho e fêmea. Deus tirou uma parte do homem que havia sido formado para implantar na mulher que seria formada, como o propósito de ser um para o outro e, que seus destinos e razões de existência estariam intimamente ligados entre si, porque se tornaram uma só carne. Deve o casal se desvincular fisicamente da família, isso não significa abandonar os pais, mas sim que o casal deve seguir o seu relacionamento sem interferências familiares, salvo em algumas imprescindíveis exceções.

2. Na origem da família, sexo era para procriação, mas Deus fez uma exceção

Gênesis 1.28  E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

A regra para a intenção divina quanto ao casamento era a perpetuação da raça humana, quando disse para que fossem fecundos, multiplicando-se. Esse foi o mandamento para o primeiro casal, porém para que houvesse essa procriação da espécie, eles precisariam ter o desejo sexual e por exceção Deus permitiu que esse prazer sexual estivesse presente na vida do casal, de uma forma criativa e construtiva. Assim, o casamento é a forma que Deus criou para o homem e a mulher desfrutarem, em conjunto, os prazeres físicos do sexo.

II – A MORDOMIA DA FAMÍLIA EXIGE SEGUIR OS SEUS PRINCÍPIOS MORAIS
1. O princípio da monogamia foi obra do Diabo para quebrar a união conjugal

Gênesis 4.19  E tomou Lameque para si duas mulheres; o nome de uma era Ada, e o nome da outra, Zilá. 1 Coríntios 7.1  ORA, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; 2  Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.

Lameque foi o primeiro homem a se envolver na prática da bigamia; sendo também alguém de um caráter arrogante e índole homicida. O apóstolo Paulo exorta os cristãos de Corinto quanto a questão do adultério e também a pratica da bigamia. Um dos propósitos do casamento é evitar a impureza no sentido sexual ficando bem enfatizado que Deus não admite a poligamia nem o adultério. O amor sexual é algo que deve ser praticado como um instrumento de edificação e não como algo para destruição. Um não deve se negar ao outro nessa questão porque é algo que Deus instituiu e quando isso ocorre, Satanás certamente vai tentar um, ou outro a buscar satisfação fora do casamento. O casal cristão deve estar em sintonia tanto nas questões espirituais, quanto físicas.

2. O princípio da heterossexualidade foi Deus que ordenou para ser imutável

Efésios 5.22 Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23 Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos. 25 Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

Cristo é o cabeça da Igreja e exerce liderança total sobre ela, assim também o marido exerce a liderança sobre a mulher, mas dentro dos princípios que o Senhor trata a Igreja. Como a igreja é submissa a Cristo, a mulher também deve ser submissa ao seu marido, isso segundo essa comparação feita pelo apóstolo Paulo. Porém não significa uma sujeição escravizante dentro de um autoritarismo excessivo, pois não é assim que Cristo trata a sua igreja. O casal deve imitar o amor de Cristo, o tipo de amor disposto a dar sua vida pela outra pessoa. Esse amor deve ser mantido tanto nos dias maus, como nos dias bons, ainda que isso signifique sofrimento.

3. A prioridade da família é focada como a mais importante depois de Deus.

Mateus 6.33  Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 1 Timóteo 3.4  Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia. 5 Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus? 1 Timóteo 5.8  Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.

Primeiro Deus, acima de tudo, depois a família e a seguir a igreja. Essa é a sequencia que deve ser seguida para que a família cristã possa ter um convívio salutar e harmonioso, pois é assim que Deus se agrada. O marido deve se conscientizar que ele é o chefe da casa, sendo assim, o seu lar é a sua primeira responsabilidade depois de Deus. Estando enquadrado dentro dessa responsabilidade, então é que estará apto para governar a casa de Deus, no caso de ser um ministro do evangelho.

4. No relacionamento entre pais e filhos exige-se respeito de ambas as partes

Salmos 127.3  Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Efésios 6.4  E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.

Deve administrar o seu lar com autoridade, mesclada com paciência e com gentileza, mas sempre exercendo o domínio sobre os filhos em relação ao respeito que devem ter com os pais. Os filhos devem respeitar a autoridade dos pais sabendo que agem assim em benefício deles mesmos. Uma das coisas essenciais que os pais devem dar aos seus filhos é bons exemplos. 

III - A FAMÍLIA CRISTÃ SOB O ATAQUE DE SATANÁS UM INIMIGO OCULTO
1. O ataque do Estado materialista envolve governos insensíveis a Deus.

Deuteronômio 11.18  Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos. 19  E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te; 20  E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas; 21  Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor jurou a vossos pais dar-lhes, como os dias dos céus sobre a terra

Israel foi alertado que no decorrer dos tempos teriam governantes autoritários e cruéis sem qualquer temor de Deus. Diante de tudo que enfrentariam deveriam estar firmados na obediência aos preceitos divinos para que os poderes sedutores, tanto externos com internos, poderiam levá-los a uma ruína espiritual afastando-os do seu Deus. Aos pais foi dada a responsabilidade de educar a criança dentro dos preceitos divinos, os quais não podem ser negligenciados. O conhecimento das escrituras é essencial no crescimento infantil para que quando crescerem não venham a se desviar dele. Deus prometeu dentro do pacto abraâmico uma vida longa aos obedientes e guardadores da lei. Como descendência espiritual de Abraão, também estamos inseridos nessa promessa, desde que sejamos obedientes a Sua palavra.

2. O ataque da famigerada Ideologia de Gênero age na destruição da família

Gênesis 1.28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Homem com homem não procria, como também mulher com mulher. Deus disse; Macho e Fêmea, ponto. Essa é uma arma que Satanás vem usando já há muito tempo através dos séculos e com mais intensidade em nossos tempos, isso porque, ele sabe que a vinda de Cristo está próxima. Isso é notório quando vemos esse movimento diabólico denominado lgbt. É nessas chamadas paradas gays que se observa a dimensão desse crescimento do homossexualismo e o lesbianismo de uma forma explícita, pois perderam a vergonha em se expor para todos. Mesmo no meio evangélico tem as chamadas igrejas inclusivas dirigidas por pastores e pastoras do Diabo, os quais estão enganando e sendo enganados.

3. Um ataque a Deus e à ciência visa destruir a identidade biológica humana.

Gn 1.27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

A imagem e semelhança é preciso entender que não se referem ao seu corpo, isso porque, Deus não possui um corpo físico. Deus é um Espírito dotado de alma e sendo o Pai dos espíritos que são gerados no ato da nossa concepção entende-se que é essa a razão de sermos a sua imagem e semelhança, não no sentido físico, mas no sentido espiritual. O cromossoma do homem é XY e o da mulher é XX e não tem como isso possa ser alterado, porém aqueles que se distanciam não crendo que foi nos dado a condição termos a semelhança divina preferem se identificar com uma semelhança diabólica, mergulhando em todo tipo de abominações diante de Deus.
 


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
 
Quer Contribuir? Clique no botão acima.
SEMBLÉIA DE DEUS - Ministério Redenção -  Rua Frei Gaspar n° 3255 - Cidade Náutica São Vicente - São Paulo 
 Cultos: quarta, sexta e domingo a partir das 19h30. - Escola Dominical às 9h30
Sejam Bem-vindos. 
 
Contato com o Pastor Adilson