Escola Dominical - Esboços EBD
Home       Agenda       EBD       Sermões       Contato
Lições Bíblicas Professor, 3° Trimestre de 2019, Adultos – CPAD
Título: Tempo, Bens e Talentos
Subtítulo: Sendo Mordomo fiel e prudente com as coisas que Deus nos tem dado.
 
 
A mordomia do corpo
Lição 2 - 14/06/2019
Texto Áureo: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Rm 12.1)
Leitura Bíblica em Classe: 1 Coríntios 6.13-20.

Introdução: O nosso relacionamento com Deus exige acima de tudo uma entrega total do nosso corpo a Ele. Antes da nossa conversão a Cristo usávamos o nosso corpo para desfrutar os prazeres e os propósitos pecaminosos da carne; porém agora pertencemos ao Senhor e tudo em nós deve ser usando para a sua glória. Nosso corpo é o templo de Deus, pois o Espírito Santo habita em nós e, só com um processo de santificação contínua a presença dele é possível. Jesus teve um corpo de carne para realizar a Sua obra sacrificial aqui na terra, assim também nós devemos entregar o nosso corpo a Cristo para continuar a Sua obra aqui nesse mundo.
1. Não podemos estar ligados a Cristo e ao pecado ao mesmo tempo.
1 Coríntios 6.13 - Os manjares são para o ventre, e o ventre, para os manjares; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo.
Precisamos discernir com muito cuidado os conceitos falsos apregoados quanto à liberdade cristã e, isso Paulo deixou bem claro quando disse que tinha a liberdade de fazer todas as coisas, porém enfatizou que nem tudo lhe convinha fazer. Em nossa conversão fomos libertos da servidão do pecado para não entrar mais em outro tipo de servidão que a carne deseja. Existem os desejos normais e permissivos por Deus, como também existem os desejos anormais e condenados por Deus. Porém mesmo os desejos permissivos devem ser controlados para que não se tornem incontroláveis, o qual nesse caso ao invés de trazer satisfação acabará por trazer coisas destrutivas em uma relação conjugal. Relações fora do casamento, tanto ativas, como passivas, já se constituem em pecado de adultério condenado por Deus.
2. O corpo destinado a ressurreição não pode estar no serviço do pecado.
1 Coríntios 6.14 - Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
Em todo o ministério de Cristo, Ele viveu com pureza e venceu todo tipo de tentação, sendo que ninguém conseguiu convencê-lo a pecar. Manteve o seu corpo de uma forma incorruptível e isso foi fundamental para que pudesse ressuscitar pelo poder do Espírito Santo e nesse processo passou a ter um corpo glorificado. Assim também sucederá a todos os cristãos, desde que mantenham uma vida em santificação e vencendo todo tipo de tentação na sua caminhada. É preciso entender que todos os que partiram salvos, tanto da antiga aliança, como da nova aliança, ainda não passaram pelo processo da ressurreição, o qual se sucederá no arrebatamento da igreja. (Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. 1 Coríntios 15:52).
3. O corpo não pode estar ligado a Cristo e ao pecado ao mesmo tempo.
1 Coríntios 6.15 - Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. 1 Coríntios 6.16 - Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. 1 Coríntios 6.17 - Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. 1 Coríntios 6.18 - Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.
A cidade de Coríntios era uma cidade portuária com um ativo comércio, onde havia muita movimentação de dinheiro em vários seguimentos da sociedade. Uma fonte de grande lucro que se explorava era a prostituição manipulada pelos sacerdotes do templo de Afrodite, os quais mantinham mil mulheres que se prostituiam para arrecadar recursos também destinados ao templo. Alguns cristãos que antes da sua conversão se relacionavam com essas mulheres, ainda tinham tendências a essa prática totalmente condenável no corpo de Cristo. O casal que se une pelo matrimônio, se torna uma só carne. Isso significa que não podem se trair um ou outro, no sentido sexual, pois se isso acontecer os laços matrimoniais é quebrado. Nesse caso o adultero em vez de receber a bênção de Deus passa a estar sob maldição. É possível que haja o arrependimento e o perdão da parte traída, embora não seja obrigada a aceitar, como também voltar ao convívio. Mas, se houver o perdão e volte a se unir, a marca da traição ficará sempre na lembrança da pessoa traída. Quando nos convertemos a Cristo passamos a estar em união espiritual com Ele e, essa união envolve um relacionamento caracterizado como permanente, com amor, confiança, obediência e pureza e isso não pode ser quebrado. Assim como no matrimônio a relação não pode ser maculada e também com Cristo a nossa relação não pode ser maculada pelo pecado doloso, pois mesmo havendo o arrependimento e o perdão, independente do ofício que exerce a relação com Cristo já não será a mesma de antes do pecado consumado. (Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Efésios 5:27).
4. O cristão sendo templo de Deus, não pode profana-lo na imoralidade.
1 Coríntios 6.19 - Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
O nosso corpo pós-conversão passa a ser templo do Espírito Santo, santuário de Deus, lugar da Sua habitação, não podendo ser poluído pela imoralidade. Satanás age muito nessa área da sexualidade e se não fugirmos dela resistindo a toda tentação, mais cedo, ou mais tarde poderá ocorrer inevitavelmente à queda nesse sentido. Nessa área da sexualidade o inimigo tem derrotado a muitos sem qualquer grande esforço. É preciso compreender que a presença habitadora do Espírito Santo, nos faz possessão de Deus, significando que passamos a pertencer totalmente a Ele e, essa comunhão não pode ser maculada. (O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória. Efésios 1:14).
5. Fomos comprados e tudo em nós pertence a Deus, corpo, alma e espírito.
1 Coríntios 6.20 - Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
Somos de Deus por inteiro, ou seja, corpo; alma e espírito e essas três áreas não podem se macular com práticas pecaminosas e imorais. O preço da nossa redenção, a qual propiciou a expiação do pecado original foi o sangue de Cristo derramado na Cruz, o último altar do holocausto. O sacrifício de Cristo nos libertou dos nossos pecados rompendo o domínio que Satanás exercia sobre nós livrando-nos da decadência espiritual, a qual estávamos mergulhados. Assim Cristo pagando o preço do resgate por nós passou a ter o direito do que foi adquirido e, sendo comprado por Ele com o preço do Seu sangue a nossa vida lhe pertence. Desse modo, o nosso corpo deve ser dedicado ao serviço no seu reino fazendo tudo para a glória do seu nome, o qual é acima de todos os nomes. Sendo o corpo do crente uma possessão absoluta e exclusiva de Deus, não pode ser usado como instrumento de práticas imorais, pois se assim se declinar passa a estar a serviço de forças malignas. Aquele que entra por esse caminho, se não se arrepender perderá a coroa da vida e nunca atingirá a incorruptibilidade. (Mas vòs sois a geração eleita, o sacerdòcio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 1 Pedro 2:9).


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
 
Quer Contribuir? Clique no botão acima.
SEMBLÉIA DE DEUS - Ministério Redenção -  Rua Frei Gaspar n° 3255 - Cidade Náutica São Vicente - São Paulo 
 Cultos: quarta, sexta e domingo a partir das 19h30. - Escola Dominical às 9h30
Sejam Bem-vindos. 
 
Contato com o Pastor Adilson