Escola Dominical - Esboços da EBD
Pastor Adilson Guilhermel

Home
    Agenda     Lições Bíblicas     Esboços de Sermões   Contato

Lição 3 - 20 de Janeiro de 2019
A Natureza dos Demônios - Agentes da Maldade no Mundo Espiritual
Texto Áureo:
“E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.”  (Ap 12.9)
Leitura Bíblica em Classe:
Apocalipse 12.7-10

Introdução: Esses agentes da maldade ignorados por muitos, são seres invisíveis que agem tanto no mundo físico, como no mundo espiritual realizando grandes desgraças na vida das pessoas. Exercem poderosa influência nas nações, reinos, povos e indivíduos. Eles se aproveitam da sua invisibilidade para agir com mais eficiência sem que sejam percebidos naquilo que fazem de mal, dentro das suas funções. A igreja precisa conhecer muito sobre demonologia para estar preparada para enfrentá-los. (Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Efésios 6:11,12).                        
I – ORIGEM DOS DEMÔNIOS OCORREU NA OCASIÃO DA QUEDA DE LÚCIFER.
1. Os anjos caídos e os demônios.

Esses seres antes da rebelião de lúcifer faziam parte do grande contingente de seres espirituais criados por Deus. Porém ao aderirem fidelidade a lúcifer eles passaram após a queda do mesmo, à condição de anjos caídos, ou demônios, que é a mesma coisa. Esses seres espirituais do mal estão distribuídos por todo o mundo conforme as suas hierarquias exercendo influência nos indivíduos: oprimindo; afligindo; possuindo e muito mais.
2. A expulsão do querubim ungido que teve a ousadia querer ser igual a Deus.

Ez 28.14 14  Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.

Um dos meios infalíveis para testar o caráter de alguém é dar poder a ele. Foi isso que aconteceu com o querubim ungido. Na Sua presciência Deus sabia que lúcifer se rebelaria, mas para que ele fosse provado na sua fidelidade foi-lhe dado o governo do céu espacial juntamente com a terceira parte dos anjos com várias hierarquias. Assim com esse poder concedido por Deus, ele não se contentou e quis conquistar mais poder ainda ousando ser igual ao Altíssimo. (E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Isaías 14:13,14).

3. Os demônios na cultura pagã e a sua propagação por todos cantos da terra.

Na cultura pagã os demônios são tratados e adotados como deuses os quais em sua consciência crêem que esses seres malignos podem lhes trazer coisas boas, tanto no sentido material como físico. Israel em muitas ocasiões se inclinou para essas divindades pagãs, sem perceber que por trás de cada ídolo, seja de madeira, ferro, ouro, prata, bronze ou qualquer outro material tem um demônio agindo pela imagem. A idolatria de Israel foi punida com rigorosos juízos divinos, que prosseguirão na grande tribulação. Em todos os tempos essa cultura pagã tem prevalecido e se estendido a cada tempo por indivíduos que não tiveram um verdadeiro encontro com Cristo. O demônio sempre está por traz de cada imagem, pois é uma forma do indivíduo dobrar o seu joelho diante dessas imagens, que consideram santas, mas na realidade estão se inclinando e adorando um demônio. (Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam). Êxodo 20:4,5
II – A BATALHA NO CÉU FOI VENCIDA POR QUEM TINHA AUTORIDADE DIVINA.
1. O arcanjo Miguel e o dragão irão travar uma ferrenha batalha a nível espacial.

Apocalipse 12.7 - E houve batalha no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão; e batalhavam o dragão e os seus anjos,

Para quem não sabe, Satanás (o dragão) tem o seu trono no espaço (céu espacial) entendendo que tem o céu atmosférico, o espacial e o celestial. É desse trono que Satanás comanda todos os anjos caídos espalhados por todo o mundo. Então por ordem de Deus, o Arcanjo Miguel é enviado para arrancar Satanás desse trono; e para isso, ele leva consigo anjos guerreiros, pois a batalha contra esse ser maligno, será de grandes proporções com grandes graus de dificuldade. Essa grande dificuldade está relacionada no sentido de que; Satanás usará de todo o seu poder e fúria, juntamente com os seus guardiões malignos na luta contra o Arcanjo Miguel e seus anjos, mas não prevalecerão, pois quando Deus envia alguém para a batalha, a vitória é certa.
2. A expulsão de Satanás se dá no meio da grande tribulação e será destronado.

Apocalipse 12.8 - mas não prevaleceram; nem mais o seu lugar se achou nos céus. Apocalipse 12.9 - E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele

Esse episódio de grande vulto, para lançar Satanás por terra ocorrerá nos meados da grande tribulação. Nessa batalha na qual prevalecerá o Arcanjo Miguel e seus anjos, Satanás será lançado por terra, mas precisamente em Jerusalém, pois em Apocalipse 12.13 E, quando o dragäo viu que fora lançado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho homem. É na segunda parte da grande tribulação que Satanás após sua derrota a nível espacial vai agir pessoalmente a nível terreno; e uma das suas primeiras ações será perseguir o povo de Israel que se converteu com a pregação do Evangelho do Reino, pregação essa, endereçada ao reino milenar. A mulher significa Israel de onde veio a descendência humana de Cristo. O período mais terrível da grande tribulação será na sua segunda parte, onde a trindade satânica agirá com toda fúria contra todas as nações da descendência abrâmica se converter a Cristo.
3. A vitória final sobre Satanás só acontecerá ao final do reino milenar de Cristo.

Apocalipse 20:7-10: "Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a peleja. O número dessas é como a areia do mar. Marcharam, então, pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida; desceu, porém, fogo do céu e os consumiu. O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos."

É preciso entender que Deus está fazendo testes de fidelidade com a igreja permitindo que Satanás promova vários tipos de tentações, como também as provações do próprio Senhor no sentido de provarmos a nossa fidelidade a Ele. Assim também será com o povo do reino milenar, que ao seu final da mesma forma serão tentados por Satanás. Ele Satanás com todos os seus demônios serão soltos pelo próprio Deus e conseguirão muitos adeptos oriundos do reino milenar sob o governo de Cristo e se aliarão a esse ser maligno para guerrear contra o Senhor. Todos os infiéis que se aliaram a Satanás terão como destino a condenação eterna, pois o novo céu e a nova terra que serão criados é somente para os fiéis, que não aliaram ao Diabo. Atualmente só existem dois senhores, um é Cristo e o outro o Diabo, e ninguém pode servir a dois senhores, desse modo qualquer indivíduo; ou está com Cristo; ou está com o Diabo; portanto não existe meio termo.
III – O MAIORAL DOS DEMÔNIOS, OU SEJA, O CHEFE ACIMA DE TODOS ELES.
1. Como Serpente -
Como serpente, Satanás é um ser espiritual de muita astúcia, com grande poder de persuasão para enganar o indivíduo. Foi com esse grande poder persuasivo que ele usando a serpente no Éden conseguiu através de Eva chegar até Adão com uma promessa que encheu os olhos do casal de ser como Deus. Observe que Satanás não obriga alguém a fazer algo, pois se fosse assim não teria efeito: o que ele faz através da sua astúcia é induzir o indivíduo a cair na tentação, pois só assim terá efeito
2. Como Satanás -
O nome Satanás significa adversário de Deus e dos homens. É um ser real real, vivo, e também o símbolo do mal. Foi criado por Deus e ocupou uma posição extremamente exaltada de grande poder. Antes da sua rebelião contra Deus, ele não era um ser pervertido e cheio de perfeição até o dia que pecou deixando de ser um anjo de luz e passou a ser um anjo das trevas.
3. Como Diabo -
Ele é o acusador, ou acusador dos nossos irmãos, como também caluniador dos homens diante de Deus. Tentou acusar a Jó diante de Deus alegando que a fidelidade desse homem estava ligada à sua grande riqueza. Nós como igreja, sendo fiel ao Senhor podemos confiar que seremos justificados de qualquer acusação.
IV – O PODER DE JESUS SOBRE OS DEMÔNIOS
1. O contexto bíblico.

Jesus em seu ministério mostrou diante de todos a sua autoridade sobre os demônios. As escrituras descrevem as suas ações dando ordens aos espíritos malignos, os quais lhe eram obedientes, tanto que reconheciam a sua autoridade espiritual, e não ousavam lhe fazer qualquer tipo de oposição. (E todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Que nova doutrina é esta? Pois com autoridade ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem! Marcos 1:27).
2. O triunfo de CRISTO na cruz, foi profetizado na ocasião da queda de Adão.

E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15

O maior triunfo de Jesus sobre satanás foi o cumprimento dessa profecia contendo um juízo contra ele. A semente (Jesus) da mulher (Maria) que revelava a Sua encarnação para realizar a missão redentora. Tudo porque, Adão sendo o governante da terra, sendo iludido por Satanás, caiu no pecado; e, por conseguinte perdeu a governança da terra. Satanás sendo o vencedor sobre Adão tomou o seu governo e, esse governo só poderia ser retomado por alguém no estado de pureza como era o de Adão antes de pecar. Nesse caso, só Jesus poderia tomar o governo de Satanás, mas para isso precisaria se encarnar num corpo biológico; mas sem pecado. Para isso, Deus escolheu a jovem ainda virgem chamada Maria, pois precisava usar o seu ventre para gerar um corpo biológico para Jesus. (E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Lucas 1:31 - Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela. Lucas 1:38). Em todo o seu ministério Jesus foi tentado, mas venceu todas elas até chegar a cruz. O Seu brado de vitória foi quando disse: (Pai esta consumado, em tuas mãos entrego o meu Espírito). Nesse momento ele tomou o governo de Satanás, porém por vontade permissiva esse ser maligno continua exercendo governo no mundo mundano, como deus desse século e príncipe desse mundo, até o final da grande tribulação, quando será preso e lançado no poço do abismo. No final do reino milenar ele será solto, para tentar a muitos e fazer um levante contra Cristo, porém ele será vencido e lançado eternamente no lago de fogo e enxofre. Nesse lugar, muitos crentes vomitados por Cristo estarão com ele e todos os seus demônios.  

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
 
 

Assembléia de Deus Redenção - Rua Frei Gaspar, 1652 Parque São Vicente - São Vicente - São Paulo - Brasil
Se quiser ofertar, é só clicar no botão
acima
Contato com o Pastor
Escola Dominical - Esbocos da EBD