Escola Dominical - Esboços da EBD
Pastor Adilson Guilhermel

Home
    Agenda     Lições Bíblicas     Esboços de Sermões   Contato

Lição 11 - 17 de Março de 2019
Discernimento de Espíritos – um Dom Imprescindível
Texto Áureo: “Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.” (1 Co 2.15)
Leitura Bíblica em Classe: Atos 16.16-22
Introdução: O discernimento de espíritos é um dom espiritual outorgado pelo Espírito Santo a quem Ele quer, portanto nem todos têm esse dom e, em decorrência disso quem não tem, não pode se envolver nessa área. Não podemos estar enfatizando coisas, as quais não têm autorização divina para isso, pois podemos se viermos a teimar nisso trazer prejuízos ao reino de Deus. Quem tem esse dom tem condições de discernir todas as coisas, naturais e sobrenaturais dentro do reino dos espíritos. O homem espiritual pode discernir o que é, e o que não é, tanto nas possessões, como na pregação, se é a verdade de Deus, ou não. (1 Coríntios 12.10c...e a outro o dom de discernir os espíritos). (Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. I Coríntios 12:11).

1. O inimigo não gosta de quem ora e sempre procura impedir o que lhe incomoda.
Atos 16.16 - E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores.
Em toda humanidade, qualquer indivíduo que não é convertido verdadeiramente a Cristo está indistintamente sob a influência de Satanás, ou possesso em casos mais graves, como é o caso dessa jovem. Satanás, assim como os seus demônios conhece tudo sobre a vida de cada indivíduo, assim como nome, número de documento e muito mais, sendo que só não conhece os nossos pensamentos, pois os nossos pensamentos, somente Deus conhece. Como adivinhações é algo que atrai a maioria do povo, os senhores que se aproveitavam dessa jovem endemoninhada ganhavam muito dinheiro dos incautos. Os falsos profetas através dos tempos e com mais intensidade em nossos dias, também tem esse espírito de adivinhação e, isso em igrejas. Satanás sabe que o povo gosta de saber coisas do presente, como também do futuro usa os seus instrumentos para enganar a muitos em prejuízo do reino de Deus. (Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno 1 João 5:19).
2. A oração tem um poder muito forte que traz impedimentos as obras de Satanás.
Atos 16.17 – Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo.
Algo que atrapalha e impede as operações demoníacas é a oração e, Paulo juntamente com Silas quando estavam orando prejudicavam as adivinhações da jovem, tanto que o demônio que usava essa jovem levou-a ao encontro de Paulo para tentar sutilmente de alguma forma impedir as orações dos servos de Deus. É lógico que tanto os que escravizavam a jovem e o demônio que a usava estavam irados com o apóstolo Paulo, no entanto o demônio falando pela boca da jovem conteve a sua ira e procurou exaltar os dois chamando-os de servos do Deus altíssimo. O testemunho do demônio acerca dos dois servos era realmente verdadeiro, mas na realidade, o ser maligno intentava fazer com que o povo tivesse a impressão que Paulo e Silas estivessem mancomunados com eles e com isso os servos de Deus ficariam desacreditados na sua missão. (2 Coríntios 2.11 Porque não ignoramos os seus ardis).
3. Quem tem o discernimento de espíritos sente as ações dos poderes das trevas.
Atos 16.18 - E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E, na mesma hora, saiu
Paulo procurou ser paciente para não entrar em conflito com aqueles homens que escravizavam essa jovem, pois sabia que haveria conseqüências, se a jovem fosse liberta. Ele procurou usar de toda prudência por vários dias, mas a situação ficou insustentável ao ponto de não ter que prolongar a sua paciência tomando uma atitude que tentou evitar. Se o demônio pensou que os elogios aos servos de Deus teriam surtido algum efeito acabou se enganando, pois o Apóstolo usando da sua autoridade conferida por Cristo acerca dos demônios ordenou que saísse dela e, nesse caso demônio algum pode resistir ao poder de Deus. Paulo discerniu que havia um anelo da jovem endemoninhada pela sua libertação e como homem de Deus não poderia deixar as coisas como estavam. (Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Lucas 10:19).
4. Quando os enganos de Satanás são desmascarados, ele não deixará de retaliar.
Atos 16.19 - E, vendo seus senhores que a esperança do seu lucro estava perdida, prenderam Paulo e Silas e os levaram à praça, à presença dos magistrados. Atos 16.20 - E, apresentando-os aos magistrados, disseram: Estes homens, sendo judeus, perturbaram a nossa cidade.
Como toda ação tem uma reação é lógico Atos 16.21 – E nos expõem costumes que nos não é lícito receber nem praticar, visto que somos romanos
O negócio lucrativo dos aproveitadores foi afetado, pois o espírito de adivinhação foi expulso da jovem e, sendo liberta cessou as adivinhações, o que irritou os que a escravizavam. A fonte de renda caiu por terra e irados se voltam contra Paulo e Silas, pois na ganância deles desejavam que a jovem continuasse vítima de um demônio, para que pudessem continuar ganhando dinheiro por meio dela. As inclinações materialistas tornam o indivíduo totalmente insensível ao cuidado com uma alma e nessa condição faz qualquer negócio para manter a sua fonte de lucro, mesmo que seja de modo ilícito e sem misericórdia alguma. Sendo os servos de Deus levados aos magistrados pelos senhores da jovem usaram do argumento que os missionários estavam difundindo uma religião aprovada por Roma. Sendo judeus, eles deveriam estar pregando o judaísmo, isso no entender dos magistrados e como pregavam uma mensagem que diferia do judaísmo resolveram condená-los a serem castigados com açoites antes de serem lançados na prisão. Assim os magistrados cometeram uma grande injustiça impelida por questões raciais e religiosas, sem dar ouvidos aos servos de Deus. Satanás se levanta contra os que pregam o evangelho que resgata seus cativos. (Mateus 10.22 E sereis odiados de todos por causa do meu nome, mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo).
5. O povo sem discernimento entende o certo como errado e o errado como certo.
Atos 16.22 - E a multidão se levantou unida contra eles, e os magistrados, rasgando-lhes as vestes, mandaram açoitá-los com varas.
Com todos contra os servos de Deus as coisas pareciam que era o fim da sua obra missionária em Filipos, mas Deus tinha outros planos em relação aos seus servos. O artifício de Satanás era fazer com que o povo fosse levado a entender que os servos de Deus visavam mudar a situação deles e mudar os seus costumes religiosos. Os servos de Deus embora sendo açoitados e levados a prisão, na realidade haviam realizado uma grande obra de libertação e envergonhado Satanás naquela cidade. Para o povo ignorante, os servos de Deus haviam sido derrotados, mas estavam totalmente enganados, pois assim que aquela obra de libertação foi concluída, a prisão dos missionários também estava nos planos de Deus, pois havia almas a serem salvas naquela prisão, como principalmente a do carcereiro e toda a sua casa. (Romanos 8.28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito).

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
 
 

Assembléia de Deus Redenção - Rua Frei Gaspar, 1652 Parque São Vicente - São Vicente - São Paulo - Brasil
Se quiser ofertar, é só clicar no botão acima
Contato com o Pastor
Escola Dominical - Esbocos da EBD