Home   Agenda   Escola Dominical   Estudos Bíblicos   Contato
Escola Dominical - Esboços da EBD

Lições do 1º Trimestre de 2014 - CPAD - Jovens e Adultos
  
 
UMA JORNADA DE FÉ
A formação do povo de Israel e sua herança espiritual

 

DEUS ESCOLHE ARÃO E SEUS FILHOS PARA O SACERDÓCIO

Lição 11 - 16 de Março de 2014

Texto Áureo - (E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra" (Ap 5.10).

Leitura Bíblica em Classe: Êxodo 28.1-11

 

O OFÍCIO SACERDOTAL E O OFÍCIO PASTORAL

Introdução: A similaridade entre o ofício sacerdotal do A.T. e o ofício pastoral do N.T. é necessária ser estudada, pois tiramos lições importantes sobre as exigências divinas para o sacerdócio daqueles tempos, as quais não diferem muito das exigências para os nossos tempos. Moisés nomeou juízes para julgar as causas do povo tirando um grande jugo dos seus ombros, porém havia a questão do sacerdócio que até então ele também exercia. Era uma grande honra prestar esse ofício, mas Deus quis passar para Arão e seus filhos essa responsabilidade, fato esse que agradou muito a Moisés de ver o seu irmão exercendo esse ofício, enquanto os seus próprios filhos seriam apenas levitas. Havia milhares de israelitas, mas nem todos poderiam exercer esse oficio sacerdotal, assim como a milhares de cristãos, mas nem todos podem exercer o ofício pastoral. Quem tentou exercer esse ofício por conta própria sem a nomeação divina, como foi com Coré, Datã e Abirão acabaram provocando a ira de Deus e foram lançados no abismo juntamente com toda a sua família. Se Deus agisse dessa maneira em nossos tempos milhares de falsos pastores também iriam perecer, ou pensando de outra maneira, não ia ter um cristão que iria se atrever a usurpar um ofício sem a chamada divina. Como Deus não age mais assim, a cada dia surgem centenas de estúpidos abrindo igrejas e se intitulando pastor, alguns até com credenciais compradas. Isso é uma obra satânica com o propósito de vulgarizar o ofício de pastor.  

1. O OFÍCIO SACERDOTAL É SÓ PARA AQUELES QUE SÃO CHAMADOS POR DEUS - Êxodo 28.1 DEPOIS tu farás chegar a ti teu irmão Arão, e seus filhos com ele, do meio dos filhos de Israel, para me administrarem o ofício sacerdotal; a saber: Arão, Nadabe, e Abiú, Eleazar e Itamar, os filhos de Arão  

* O pastor verdadeiro deve apresentar condições para ser um escolhido de Deus - Hebreus 5.4 E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão.

Aqui aprendemos que ninguém pode tomar para si essa honra, senão aquele que é chamado por Deus. O ofício de pastor é uma honra que nenhum homem pode tomar para si mesmo; se ele o fizer, está com isso desobedecendo à palavra de Deus e, por conseguinte afrontando ao Senhor. Para exercer esse ofício é preciso ser chamado por Deus, tanto interiormente como exteriormente e quem usurpa esse ofício é um intruso que trará prejuízos espirituais a muitas almas, como também a si próprio, pois arcará com as conseqüências do seu ato insano. Só podem esperar assistência de Deus e aceitação dele, e estar debaixo de suas bênçãos sobre si e seu ministério aquele que tem a chamada divina; não sendo assim, o castigo de Deus virá e não a sua bênção.

2. O SACERDOTE DEVERIA TER VESTES SAGRADAS OSTENTANDO GLÓRIA E BELEZA - Êxodo 28.2 E farás vestes sagradas a Arão teu irmão, para glória e ornamento.

* O pastor não pode ostentar nada, exceto vestes de justiça e manto de salvação - Eclesiastes 9:8 - Em todo o tempo sejam alvas as tuas roupas, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça.

Ao contrário dos pastores de hoje, o sumo sacerdote era um tipo de Cristo, dai a necessidade de ter vestes que apontavam para a gloria de um ministério futuro que seria iniciado após o sacrifício da cruz. Após a sua vitória na cruz Cristo tornou-se o sumo sacerdote segundo a ordem de Melquizedeque para todo o sempre. Como o pastor é um servo e não um tipo de Cristo, não tem razão alguma para querer ostentar nada. O que o pastor deve apresentar não é vestes exteriores pomposas e sim vestes interiores dignas do seu ministério, como também uma vida espiritual verdadeira e ser cheio do Espírito Santo.

3. O SACERDOTE DEVERIA SER SÁBIO E ESPIRITUAL PARA LIDAR COM O SAGRADO - Êxodo 28.3 Falarás também a todos os que são sábios de coração, a quem eu tenho enchido do espírito da sabedoria, que façam vestes a Arão para santificá-lo; para que me administre o ofício sacerdotal.

* O pastor só pode ser reconhecido se tiver preparo teológico e vida santificada - 2 Timóteo 2:24 E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; 

Tanto as vestes sacerdotais deveriam ser confeccionadas por pessoas sábias e cheias do Espírito, como também Arão deveria ter sabedoria e espiritualidade para vestir o que é santo e demonstrar que possuía capacidade para exercer o seu ofício. De nada adiantaria ele ostentar toda essa indumentária e ser fraco no conhecimento de Deus. Assim como vemos pastores em vários lugares e até na mídia ostentando ricas vestimentas, mas com um conhecimento teológico que deixa a desejar. O servo do Senhor deve mostrar sujeição ao dominante poder divino, como também estar empenhado e capacitado a doutrinar a Igreja de Cristo. Quem não tem preparo teológico não está apto para ensinar ninguém. Um dos graves problemas dos nossos dias é que tem muitos querendo ser o que não podem ser.  

4. O SACERDOTE DEVERIA TER VESTES DISTINTIVAS PRÓPRIA PARA O SEU OFÍCIO - Êxodo 28.4 Estas pois são as vestes que farão: um peitoral, e um éfode, e um manto, e uma túnica bordada, uma mitra, e um cinto; farão, pois, santas vestes para Arão, teu irmão, e para seus filhos, para me administrarem o ofício sacerdotal.

* O pastor não pode menosprezar a sua responsabilidade com o povo de Deus - Jeremias 48:10a Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente;

A indumentária do sacerdote em si, já era um ponto de referência, pois o povo o identificava pelas suas vestes ornamentadas. Isso significa que estar vestido com as vestes sacerdotais envolvia uma grande responsabilidade diante de Deus e do povo. E para poder cumprir essa responsabilidade era necessário muito empenho e constância no seu ofício. Todo serviço prestado a Deus com meio coração é um serviço relaxado. Deus adverte sobre isso, se formos falhos e negligentes no serviço espiritual. A condenação dos que levam as coisas de Deus com meia energia pode acarretar uma maldição na sua vida. É melhor não fazer nada do que fazer as coisas pela metade.  

5. O SACERDOTE DEVERIA MOSTRAR NAS VESTES COMPORTAMENTO DECOROSO E DIGNO - Êxodo 28.5 E tomarão o ouro, e o azul, e a púrpura, e o carmesim, e o linho fino,

* O pastor deve ser exemplo de dignidade para poder doutrinar a Igreja - 1 Pedro 5:3

Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. 

Como o líder espiritual do povo, o sacerdote identificado pelas suas vestes exteriores, também deveria mostrar a todos um comportamento digno do seu ofício, pois era um ponto de referência dentro do arraial. Qualquer deslize poderia causar danos irreparáveis ao seu ofício sacerdotal. O pastor precisa ser exemplo ao rebanho, praticando a santidade, a autonegação, a mortificação e doso os deveres cristãos. Devem viver o que pregam e recomendam ao povo. Os pastores da igreja devem considerar o seu povo o rebanho de Deus, a herança de Deus, e tratá-los de acordo com isso. Devem lembrar que o rebanho não é seu para serem dominados para o seu proveito próprio ou por torpe ganância. O ministro só obterá o respeito e a confiança as pessoas se cumprir o seu dever para com elas da melhor maneira que puder, e ser um constante exemplo a elas de tudo que é bom.

6. O SACERDOTE MOSTRARIA SUA CONSAGRAÇÃO ATRAVÉS DA SANTIDADE NAS VESTES - Êxodo 28.6 E farão o éfode de ouro, e de azul, e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido, de obra esmerada.

* O pastor deve saber que sua consagração é só por causa da graça divina - João 15:16

Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. 

O sumo sacerdote, os sacerdotes e os levitas não podiam se vestir como bem entendesse quando ministravam no tabernáculo. Eles deveriam usar as roupas que Deus havia planejado para quando estivessem exercendo o seu ofício. As vestes do sacerdote lhe davam dignidade e glória e o distinguia do resto do povo. Revelavam pela ornamentação verdades espirituais relacionadas ao seu ofício. Os sacerdotes que Deus escolheu tinham que se submeter voluntariamente e com afinco aos preceitos divinos. Quanto aos pastores Deus não impõe uma indumentária exterior e sim uma interior, que são qualificações necessárias para os seus escolhidos. Deus chama a muitos para a salvação, mas escolhe poucos para serem ministros do seu evangelho. Jesus escolheu os discípulos das mais variadas classes social para serem os seus apóstolos e ainda o faz em relação aos pastores pela sua providência e pelo seu Espírito. De todos os escolhidos pela graça, pode ser dito que eles não escolheram a Cristo, mas que Ele os escolheu.

7. O SACERDOTE TINHA O DEVER DE ESTAR UNIDO A DEUS E UNIDO COM O POVO - Êxodo 28.7 Terá duas ombreiras, que se unam às suas duas pontas, e assim se unirá.

* O pastor tem por obrigação viver em comunhão com Deus e com o povo dele – 1 Jo 1:3 - O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.

O sacerdote usava ombreiras que se uniam nas suas pontas, significando a sua união com Deus e a sua união com o povo. O sacerdote não foi chamado para servir a si mesmo, mas para servir a seu povo. Quando ele ministrava no interior do tabernáculo, o povo do lado de fora não era em nenhum momento esquecido, pois tudo que ele realizava ali era em favor de si próprio e principalmente do povo. Jesus disse: no meio de vós, eu sou como quem serve, demonstrando assim um exemplo a qual todo pastor deve seguir. O pastor não pode ter em vista o que é propriamente seu, e sim o que é dos outros. O pastor deve manifestar seu amor à igreja e procurar conscientizá-la a ser  recíproca na sua comunhão com ele. Esse é um vínculo necessário que trás ao pastor e a igreja as bênçãos que vem do céu em que todos podem compartilhar. 

8. O SACERDOTE DEVERIA ESTAR CINGIDO COM FORÇA NO CUMPRIMENTO DO DEVER - Êxodo 28.8 E o cinto de obra esmerada do seu éfode, que estará sobre ele, será da sua mesma obra, igualmente, de ouro, de azul, e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido.

* O pastor deve estar revestido do poder de Deus no seu dever com a Igreja - Lucas 10:19 - Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.

Arão tinha os nomes das doze tribos de Israel as quais ele apresentava diante do Senhor ao exercer o seu ofício sacerdotal o que constituía uma grande responsabilidade e exigia um alto grau de espiritualidade da sua parte. Assim também os pastores devem exercitar a sua espiritualidade constantemente e estar revestido do poder do alto para poder suportar as adversidades que enfrenta constantemente no cuidado com a Igreja de Cristo. Como diz a palavra: a nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados e potestades do mundo espiritual. Foi para isso que Cristo deu autoridade e poder de enfrentar todos os tipos de situações e reunir condições de enfrentar os poderes das trevas.

9. O SACERDOTE QUE MINISTRAVA AO SENHOR LEVAVA O POVO SOBRE OS OMBROS - Êxodo 28.9 E tomarás duas pedras de ônix, e gravarás nelas os nomes dos filhos de Israel, - Êxodo 28.10 Seis dos seus nomes numa pedra, e os outros seis nomes na outra pedra, segundo as suas gerações; Êxodo 28.11 Conforme à obra do lapidário, como o lavor de selos lavrarás estas duas pedras, com os nomes dos filhos de Israel; engastadas ao redor em ouro as farás.

* O pastor não foi chamado para servir a si mesmo, mas para servir a Igreja - Mateus 20:28 - Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

O nome das doze tribos escritas em pedras preciosas que ele levava sobre os seus ombros apontava para Cristo o qual sustenta a sua Igreja, pois ela figurativamente carregada sobre os seus ombros. Os nomes ficavam perante Deus quando o sacerdote estava na presença santa. Esta era a garantia de que Deus cuida dos seus filhos e se lembra deles. Para o sacerdote assumir essa responsabilidade deveria estar cingido de grande força espiritual a fim de suportar o exercício do seu ofício. É interessante que com toda essa indumentária ornamentada e também a sua alta posição como sacerdote, ele não estava ali para ser servido e sim para servir. Cristo foi um exemplo de humildade quando mostrou a todos que não veio para ser servido e sim para servir. Nem todos os pastores seguem esse exemplo que é necessário para serem identificados como verdadeiros pastores. O verdadeiro pastor é aquele que mais do que os outros esta ansioso para servir e sofrer pelo bem das almas. Quanto mais demonstrarmos a nossa humildade nos interessando pelo problema da igreja e próximo estiver a ela é sinal de que estamos seguindo o exemplo de Cristo.   

 


Obs: Esboço é elaborado exclusivamente pelo texto da (Leitura Bíblica em Classe).

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel - Th.M.
 
Se você sentir de colaborar com uma oferta use um dos meios abaixo.
Faça a sua doação por
um dos meios ao lado>
 
Banco Itaú  Agência 9184 
 Conta corrente  05524-3
 
 DEUS ESCOLHE ARÃO E SEUS FILHOS PARA O SACERDÓCIO
Lição 11 - 16 de Março de 2014
Texto Áureo - (E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra" (Ap 5.10).
Leitura Bíblica em Classe: Êxodo 28.1-11

O OFÍCIO SACERDOTAL E O OFÍCIO PASTORAL

1. O OFÍCIO SACERDOTAL É SÓ PARA AQUELES QUE SÃO CHAMADOS POR DEUS - Êxodo 28.1 DEPOIS tu farás chegar a ti teu irmão Arão, e seus filhos com ele, do meio dos filhos de Israel, para me administrarem o ofício sacerdotal; a saber: Arão, Nadabe, e Abiú, Eleazar e Itamar, os filhos de Arão
* O pastor verdadeiro deve apresentar condições para ser um escolhido de Deus - Hebreus 5.4 E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão.

2. O SACERDOTE DEVERIA TER VESTES SAGRADAS OSTENTANDO GLÓRIA E BELEZA - Êxodo 28.2 E farás vestes sagradas a Arão teu irmão, para glória e ornamento.
* O pastor não pode ostentar nada, exceto vestes de justiça e manto de salvação - Eclesiastes 9:8 - Em todo o tempo sejam alvas as tuas roupas, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça.

3. O SACERDOTE DEVERIA SER SÁBIO E ESPIRITUAL PARA LIDAR COM O SAGRADO - Êxodo 28.3 Falarás também a todos os que são sábios de coração, a quem eu tenho enchido do espírito da sabedoria, que façam vestes a Arão para santificá-lo; para que me administre o ofício sacerdotal.
* O pastor só pode ser reconhecido se tiver preparo teológico e vida santificada - 2 Timóteo 2:24 E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;

4. O SACERDOTE DEVERIA TER VESTES DISTINTIVAS PRÓPRIA PARA O SEU OFÍCIO - Êxodo 28.4 Estas pois são as vestes que farão: um peitoral, e um éfode, e um manto, e uma túnica bordada, uma mitra, e um cinto; farão, pois, santas vestes para Arão, teu irmão, e para seus filhos, para me administrarem o ofício sacerdotal.
* O pastor não pode menosprezar a sua responsabilidade com o povo de Deus - Jeremias 48:10a Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente;

5. O SACERDOTE DEVERIA MOSTRAR NAS VESTES COMPORTAMENTO DECOROSO E DIGNO - Êxodo 28.5 E tomarão o ouro, e o azul, e a púrpura, e o carmesim, e o linho fino,
* O pastor deve ser exemplo de dignidade para poder doutrinar a Igreja - 1 Pedro 5:3
Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.

6. O SACERDOTE MOSTRARIA SUA CONSAGRAÇÃO ATRAVÉS DA SANTIDADE NAS VESTES - Êxodo 28.6 E farão o éfode de ouro, e de azul, e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido, de obra esmerada.
* O pastor deve saber que sua consagração é só por causa da graça divina - João 15:16
Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pe-dirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

7. O SACERDOTE TINHA O DEVER DE ESTAR UNIDO A DEUS E UNIDO COM O POVO - Êxodo 28.7 Terá duas ombreiras, que se unam às suas duas pontas, e assim se unirá.
* O pastor tem por obrigação viver em comunhão com Deus e com o povo dele – 1 Jo 1:3 - O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.

8. O SACERDOTE DEVERIA ESTAR CINGIDO COM FORÇA NO CUMPRIMENTO DO DEVER - Êxodo 28.8 E o cinto de obra esmerada do seu éfode, que estará sobre ele, será da sua mesma obra, igualmente, de ouro, de azul, e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido.
* O pastor deve estar revestido do poder de Deus no seu dever com a Igreja - Lucas 10:19 - Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.

9. O SACERDOTE QUE MINISTRAVA AO SENHOR LEVAVA O POVO SOBRE OS OMBROS - Êxodo 28.9 E tomarás duas pedras de ônix, e gravarás nelas os nomes dos filhos de Israel, - Êxodo 28.10 Seis dos seus nomes numa pedra, e os outros seis nomes na outra pedra, segundo as suas gerações; Êxodo 28.11 Conforme à obra do lapidário, como o lavor de selos lavrarás estas duas pedras, com os nomes dos filhos de Israel; engastadas ao redor em ouro as farás.
* O pastor não foi chamado para servir a si mesmo, mas para servir a Igreja - Mateus 20:28 - Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.
 
l