Escola Dominical - Esboços e Comentários da EBD
Home         Agenda         EBD         Sermões         Contato
 
Lição 2 - Os Artesãos do Tabernáculo
Lições Bíblicas do 2° trimestre de 2019 - CPAD | Classe: Adultos | Data da Aula: 14 de Abril de 2019.
Texto Áureo: “Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer." (1 Co 12.11)
Leitura Bíblica em Classe: Êxodo 31.1-11

Introdução: O Espírito Santo é que sabe o dom adequado para cada um, portanto quem distribui os dons para aquilo que for útil a igreja é especificamente Ele. Lembrando que na nova aliança, os dons espirituais são condicionais aos que receberam o batismo com o Espírito Santo. Quem não tem esse batismo e se revela com esses dons espirituais é na realidade um imitador de dons. Desejar ter um dom, muitos até desejam, mas não é como nós desejamos, ou achamos conveniente, e sim, como o Espírito assim o desejar. A distribuição dos dons espirituais é uma prerrogativa exclusivamente Sua, para que sejam usados para o benefício da igreja, como também na edificação do corpo de Cristo e, não para honra ou vantagens próprias de alguém.

1. Quando Deus tem planos para determinada obra é só para quem se habilitou.
Êxodo 31.1 - Depois, falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Êxodo 31.2 - Eis que eu tenho chamado por nome a Bezalel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá,
A obra do Senhor requer pessoas com vocação e qualificação com habilidade nos vários ofícios para a missão especializada nas suas áreas de atuação. Assim todos devem procurar se identificar nesse contexto e desenvolver os seus dons naturais, para aplicá-los no corpo de Cristo, segundo ao que, o Espírito Santo assim direcionar. Para sermos usados no corpo de Cristo, primeiramente temos que nos habilitar dentro do que temos vocação e nos colocar a disposição do Espírito Santo, para que nos encaixe onde Ele quer e não onde nós queremos. Para a construção do Tabernáculo, Deus não escolheu alguém inabilitado no ofício requerido e sim homens que já dominavam a arte de fundição de metais e também no trabalho com pedras e madeira. Eles foram homens de Deus para aquele momento, capazes de cumprir a tarefa planejada pelo Senhor.
2. Quem se envolve na obra sem vocação e qualificação é desprovido de unção.
Êxodo 31.3 - e o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria, e de entendimento, e de ciência em todo artifício, Êxodo 31.4 - para inventar invenções, e trabalhar em ouro, e em prata, e em cobre, Êxodo 31.5 - e em lavramento de pedras para engastar, e em artifício de madeira, para trabalhar em todo lavor.
Para determinados ofícios, Deus só escolhe homens cheio de habilidade, inteligência e capacidade para realizá-los. É necessário também que tenham uma visão do plano de Deus em seu coração e disposição em se entregar totalmente a ele. É preciso entender que mesmo com todas as habilidades e capacidades que alguém possui é preciso total submissão a voz de comando do Espírito Santo para o desempenho das suas tarefas.
3. Na obra divina é preciso pessoas que se adéqüem com aqueles que fazem.
Êxodo 31.6 - E eis que eu tenho posto com ele a Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, e tenho dado sabedoria ao coração de todo aquele que é sábio de coração, para que façam tudo o que te tenho ordenado, Êxodo 31.7 - a saber, a tenda da congregação, e a arca do Testemunho, e o propiciatório que estará sobre ela, e todos os móveis da tenda; Êxodo 31.8 - e a mesa com os seus utensílios, e o castiçal puro com todos os seus utensílios, e o altar do incenso; Êxodo 31.9 - e o altar do holocausto com todos os seus utensílios e a pia com a sua base; Êxodo 31.10 - e as vestes do ministério, e as vestes santas de Arão, o sacerdote, e as vestes de seus filhos, para administrarem o sacerdócio; Êxodo 31.11 - e o azeite da unção e o incenso aromático para o santuário; farão conforme tudo que te tenho mandado.
Pessoas inábeis só atrapalham obras especiais que requer muita habilidade. Os objetos que comporiam a organização do tabernáculo exigiam muita habilidade na sua confecção. É preciso lembrar que o arquiteto dessa construção era o próprio Deus, não tendo nada do homem, daí, a necessidade de escolher pessoas certas para esse tipo de construção. Em decorrência disso é que houve a necessidade no critério da escolha de homens habilitados e cheios de unção para fazer tudo de acordo com o padrão divino. Esses homens escolhidos por Deus pelo nome eram artífices em trabalhos de fundição de metais e trabalhos com couro, tecidos, madeira, pedras, materiais esses que seriam usados na construção de todo o tabernáculo. Fica claro nessa escolha que Deus fez que esses homens não iriam executar essas tarefas somente baseados em seus próprios talentos, mas também com o Espírito Santo trabalhando neles, a fim de que tivessem a sabedoria necessária para essa obra onde Deus a teria como sua habitação no meio do povo. Eles tinham a responsabilidade de confeccionar objetos sagrados para a adoração do Deus vivo e, se fez necessário serem revestidos de poder pelo Espírito Santo para essa importânte tarefa. Assim como o Espírito Santo participou na edificação do tabernáculo, também participa em nossa edificação, pois somos tabernáculos movéis do Senhor. (I Coríntios 3.16 Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?). (Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. 1 Coríntios 3:10,11).

Comentários elaborados pelo Pastor Adilson Guilhermel
 
Quer ajudar a propagação do site? Clique no botão acima. 
 

Assembléia de Deus Redenção - Rua Frei Gaspar, 1652  Parque São Vicente - São Vicente - S.P.

Clique aqui> Fale com o Pastor 
Assembléia de Deus Redenção