Home   Agenda   Escola Dominical   Estudos Bíblicos   Contato
Escola Dominical - Esboços da EBD

Lições do 4º Trimestre de 2013 - CPAD - Jovens e Adultos
  
 
Sabedoria de Deus para uma vida vitoriosa
A atualidade de Provérbios e Eclesiastes
 O CUIDADO COM AQUILO QUE FALAMOS
Lição 5 - 3 de Novembro de 2013
Texto Áureo: Provérbios 16.24 Favos de mel são as palavras suaves; doces para a alma e saúde para os ossos.
Leitura Bíblica em Classe: Provérbios 6.16-19; 15.1,2,23;16.21,24


NO CONTROLE DA LÍNGUA ESTÁ A BÊNÇÃO OU A MALDIÇÃO

Introdução:
Como o mundo seria diferente se a nossa língua fosse usada somente para encorajar, consolar, suavizar, recomendar e elevar o nosso próximo. Esse seria o modelo ideal do comportamento humano que promoveria a paz em todos os segmentos da sociedade. Porém a realidade é outra no que tange ao uso da língua, e sempre foi assim desde os primórdios dos tempos aonde a língua vem provocando grandes estragos de toda sorte em todos os segmentos sociais. Como está escrito na palavra a língua é um pequeno membro, que se glorias de grandes coisas e, é como um pequeno fogo que incendeia um grande bosque. A língua provoca grandes estragos tanto entre o povo do mundo, como também, o que é mais grave, no meio do povo cristão, que é algo inconcebível, mas, porém existe. Com relação a Israel sabemos que os judeus são um povo de uma extrema habilidade para negociar em qualquer área, seja comercial, rural ou industrial. Ao serem separados como povo escolhido de Deus pela descendência de Abraão, eles prosperaram em todas as suas atividades e isso se deveu ao uso habilidoso na arte de se comunicarem com os outros, evidentemente com o uso da língua, mas nem sempre de uma forma honesta. Devido a isso Deus revelou-se indignado com esse mal que se alastrava por todo o povo e fazendo uso da lei dada a Moisés procurou advertir sobre as conseqüências dessa conduta que aborrecia a Deus e que também num dos casos Ele abominava. Mas não somente pela lei dada a Moisés que Deus advertiu, mas também através de Salomão e Tiago, Deus enfatizou essa questão do uso da língua, com mais orientações e advertências para que no meio do seu povo isso não viesse acontecer.
I. QUEM FERE O PRÓXIMO COM A SUA LÍNGUA, TAMBÉM ACABARÁ FERIDO 
1. Tenha cuidado daquilo que tu falas naquilo que Deus odeia
- Provérbios 6.16 Estas seis coisas aborrece o Senhor, e a sétima a sua alma abomina: / Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano. 1 Pedro 3:10
Infelizmente o povo cristão não generalizando, parecem que não se da muita atenção as exortações doutrinárias a respeito do uso da língua e não percebem o mal que podem causar a outrem, como a si próprio. A gravidade com relação ao uso indevido da língua, é que isso provoca o ódio de Deus. Aquele que não vigia o que fala, acaba ficando debaixo do ódio divino e das conseqüências desse ódio. Se quisermos ter uma vida longa e os nossos dias com paz e prosperidade, devemos manter a nossa língua longe da injúria, de falar mal, da calúnia, e ter os lábios longes da mentira, do engano e do fingimento. Não podemos usar nenhum desses meios para fazer algum mal ou causar qualquer prejuízo ao nosso próximo. A bíblia ensina tanto no A.T. como em o N.T. sobre o cuidado de refrear-mos a nossa língua do mal e de falar qualquer engano. O domínio adequado da língua é a melhor forma de tornar a nossa vida confortável e próspera. Evitando o mal e procurando fazer o bem é o caminho para o contentamento e plena felicidade.
2. Tenha cuidado para não se valorizar menosprezando a outros - Provérbios 6.17 olhos altivos, e língua mentirosa e mãos que derramam sangue inocente, / O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente. Salmos 12:3
Algo que Deus detesta assim como muitos homens de bem, é uma língua mentirosa, pois nada é mais sagrado do que a verdade. O diabo foi desde o princípio mentira e homicida. Em toda mentira está estampada a imagem do diabo e ele se deleita com quem é mentiroso, pois sabe que isso provoca o ódio em Deus e, por conseguinte a desgraça na vida daqueles que a praticam. Muitos mentem tanto que já tem a mente cauterizada quanto a isso e fazem isso sem qualquer preocupação ou sem consciência dessas coisas que provocam a Deus. A mentira é uma imagem completa do diabo, com suas malícias e falsidades. Estamos vivendo tempos ruins em relação ao uso da língua e isso tem muita influência na multiplicação da iniqüidade no meio evangélico. A bíblia diz que por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos esfriaria e isso tem sido uma realidade em nossos meios, pois nessa iniqüidade estão os enganos, fraucatuas, explorações e todo tipo de mentira para iludir a igreja do Senhor.
II. QUEM NÃO TEM CUIDADO COM SUA LÍNGUA A EMPRESTA PARA O DIABO
1. Não fale mentiras, pois ela causa grandes desgraças por ser do diabo
- Provérbios 6.18 e coração que maquina pensamentos viciosos, e pés que se apressam a correr para o mal, / Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44
Tem crente com uma língua tão venenosa, impaciente e mentirosa para fazer uma fofoca ou intriga, que muitas vezes perde até o sono querendo que chegue logo o amanhecer para contar algo de alguém para a receptora das suas fofocas. Quando ela consegue contar antes de ir dormir, ela dorme sossegada, mas quando não consegue fica até sem dormir de tanta impaciência. O diabo opera nos filhos da desobediência e todas as pessoas pecadoras são filhos de diabo e todos aqueles que mentem passam a serem também filhos do diabo, porque ele é o pai da mentira. Quem mente compartilha da sua natureza, ostentam sua imagem, obedecem a sua vontade e seguem o seu exemplo. Nessa condição Jesus considera aqueles que atendem os desejos do diabo cedendo as suas tentações como se fossem seus filhos. O diabo sempre foi mentiroso e a mentira é tudo que se opõe a verdade. Ele desertou da verdade deixando a pureza e retidão em que foi criado e abandonou esse primeiro estado. No diabo não há verdade e seu interesse e ações nesse mundo é sustentado por mentiras e falsidades e não existe nada nele em que se pode confiar. Ele é um mentiroso, distorce a palavra de Deus e têm os seus profetas mentirosos para enganar o povo de Deus, principalmente aqueles que vivem atrás dos profetas mentirosos.
2. Vigie o que falas, Deus pode se aborrecer ou abominar  os teus atos - Provérbios 6.19 e testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. / A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno. Tiago 3:6
O nosso Deus é de amor e paz e ele odeia aquele que semeia contendas entre os irmãos, pois a alegria do Senhor está na força da nossa comunhão. A maldade provocada pela língua entre qualquer pessoa, seja do nosso relacionamento próximo ou distante, está enquadrada como meios torpes e perversos. Que inventa calúnias ou difamações com maquinações mal intencionadas, com agravo e danos naquilo que provoca, está preparando para si mesmo um revés da mesma natureza e proporção, pois tudo o que fizermos de mal a alguém também virá a nós na mesma proporção. Os pecados da língua é uma perversidade sem medida que pode contaminar a idoneidade de outrem e muitas vezes sem condições de provar o contrário daquilo que foi acusado. Todo o corpo é arrastado para a culpa por meio da língua e o seu descontrole em algumas ocasiões podem ser insuportáveis para o próprio autor dessa ação tão nociva. A inflamação da língua sempre tem por trás um desígnio diabólico para promover ruínas e desgraças na vida de alguém. A língua é inflamada pelo diabo para produzir furor e ira, e tudo que serve aos seus propósitos, como brigas, insultos, calúnias, mentiras e tudo que é contrário a vontade de Deus.

III. QUEM USA A LÍNGUA PARA MAGOAR PROVOCA IRAS CONTRA SÍ PRÓPRIO
1. O uso da língua é para edificar o próximo e não suscitar iras
- Provérbios 15.1 A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. / Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim. Salmos 39:1
A língua deve ser usada apropriadamente sem maquinações ou qualquer outra intenção prejudicial ao próximo. As palavras brandas e puras dissipam tudo que é ruim em nosso convívio. Nada é tão incitante para provocar iras como as palavras duras e ofensivas e caluniosas. A todo o momento que somos tentados a pecar e estamos correndo o risco de pecar com o uso da língua, devemos trazer a memória as promessas que fizemos contra o pecado. A grande preocupação que deve ter todo o crente é vigiar a sua conduta e não a conduta dos outros. Se optarmos andar com integridade nos caminhos divinos devemos freqüentemente nos lembrar disso, pois é um pacto que jamais pode ser esquecido e devemos tê-lo sempre em nossa mente. Devemos estar constantemente vigiando contra os pecados da língua para impedir que qualquer maldade venha sair dos nossos lábios. Quanto mais forte for o desejo de usar a nossa língua par qualquer maldade, mais forte deverá ser o nosso desejo contra isso. Estaremos mais cobertos pela graça divina refreando a nossa língua e isso exige muito esforço porque ela sempre quer se mostrar incontrolável
.
2. O uso da língua requer sabedoria para usá-la com proveitos - Provérbios 15.2 A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia. / Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Tiago 3:9
A nossa língua para ser bem usada, não pode exclusiva ao nosso próprio proveito e sim para a edificação e o bem de outros. A língua do cristão deve estar cheia de conselhos, e consolações, expressando sempre humildade e caridade, como também o conhecimento de maneira apropriada. O melhor uso que fazemos da nossa língua é adorar as perfeições de Deus, de nos submetermos a Ele em todas as coisas, portanto o seu mau uso sempre nos será prejudicial. Seria uma catástrofe espiritual o crente ser uma bênção e uma maldição ao mesmo tempo, dependendo da sua diversidade de conduta. Como podemos ser transformados a imagem e semelhança de Deus se não domarmos a nossa língua e a deixarmos afundada na malícia. A língua se não for domada, ela não respeita ninguém e também desrespeita a Deus. O individuo peca profundamente quando propositadamente fere a outros, a que Deus deseja que seja feito o bem.
IV. QUEM DA RESPOSTAS ADEQUADAS COM SUA LÍNGUA ALEGRA A SUA ALMA
1. Uma boa palavra dita no tempo oportuno beneficia a nós e a outros
- Provérbios 15.23 O homem se alegra na resposta da sua boca, e a palavra, a seu tempo, quão boa é! / A vossa palavra sempre seja agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um. Colossenses 4.6
Boas palavras podem não fazer os efeitos necessários se não forem faladas em momentos oportunos. Tudo que falamos deve ser muito bem pensado antes de falar. As pessoas que falam demais sem por pontos e vírgulas, são as mais propensas a despejar um monte de bobagens que acabam sendo nocivas para aqueles que ouvem. É preciso pensar bem antes de falarmos para que a nossa fala venha com sabedoria e isso nos trará grandes benefícios e consolação, e também beneficiará a outros. Como é agradável alguém nos dizer que as nossas palavras lhe foram importante e benéfica. O que é bom para nós e para os outros deve ser sempre aprimorado. As nossas palavras devem ser condizentes com o verdadeiro cristianismo, ou seja, sempre agradável, discreta e oportuna. Necessitamos de muita sabedoria e graça para aprender a ter respostas devidas a cada um, especialmente quando confrontados em questionamentos dos adversários da nossa fé. Assim a palavra nos ensina para estarmos sempre preparados para responder com mansidão a qualquer que pedir a razão da esperança que há em nós.
2. Uma boa palavra deve estar no coração de quem prega o conhecimento - Provérbios 16.21 O sábio de coração será chamado prudente, e a doçura dos lábios aumentará o ensino. / E assim a minha língua falará da tua justiça e do teu louvor todo o dia. Salmos 35:28
Ser prudente é uma virtude preciosa e isso vem através da sabedoria que adquirimos pelo nosso esforço em busca do conhecimento da palavra de Deus. Nisso se enquadra todos aqueles que têm a responsabilidade com a didática, para que ela seja ensinada de uma maneira que não venha agredir aqueles que buscam o conhecimento. A língua do justo sempre deve louvar a Deus e lhe prestar ações de graça e isso deve ser uma constante enquanto tivermos fôlego de vida. O crente que se ocupa com as coisas espirituais estará sempre evitando e se guardando de estar envolvido com os pecados da língua, e quem se guarda disso obtêm sempre grandes benefícios que descem dos altos céus.
Deus os abençoe
 
O esboço e comentário é elaborado exclusivamente pelo texto bíblico da lição.
Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

Quer me ajudar? Use um dos meios abaixo e envie uma doação.
Caixa Econômica Federal
Agência 1613 - 
Conta Corrente 942-7
 
Banco Itaú  Agência 9184 
 Conta corrente  05524-3
 
O CUIDADO COM AQUILO QUE FALAMOS
Lição 5 - 3 de Novembro de 2013
Texto Áureo: Provérbios 16.24 Favos de mel são as palavras suaves; doces para a alma e saúde para os ossos.
Leitura Bíblica em Classe: Provérbios 6.16-19; 15.1,2,23;16.21,24

NO CONTROLE DA LÍNGUA ESTÁ A BÊNÇÃO OU A MALDIÇÃO

I. QUEM FERE O PRÓXIMO COM A SUA LÍNGUA, TAMBÉM ACABARÁ FERIDO
1. Tenha cuidado daquilo que tu falas naquilo que Deus odeia - Provérbios 6.16 Estas seis coisas aborrece o Senhor, e a sétima a sua alma abomina: / Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano. 1 Pedro 3:10

2. Tenha cuidado para não se valorizar menosprezando a outros - Provérbios 6.17 olhos altivos, e língua mentirosa e mãos que derramam sangue inocente, / O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente. Salmos 12:3

II. QUEM NÃO TEM CUIDADO COM SUA LÍNGUA A EMPRESTA PARA O DIABO
1. Não fale mentiras, pois ela causa grandes desgraças por ser do diabo - Provérbios 6.18 e coração que maquina pensamentos viciosos, e pés que se apressam a correr para o mal, / Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44

2. Vigie o que falas, Deus pode se aborrecer ou abominar os teus atos - Provérbios 6.19 e testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. / A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno. Tiago 3:6

III. QUEM USA A LÍNGUA PARA MAGOAR PROVOCA IRAS CONTRA SÍ PRÓPRIO
1. O uso da língua é para edificar o próximo e não suscitar iras - Provérbios 15.1 A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. / Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim. Salmos 39:1

2. O uso da língua requer sabedoria para usá-la com proveitos - Provérbios 15.2 A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia. / Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Tiago 3:9

IV. QUEM DA RESPOSTAS ADEQUADAS COM SUA LÍNGUA ALEGRA A SUA ALMA
1. Uma boa palavra dita no tempo oportuno beneficia a nós e a outros - Provérbios 15.23 O homem se alegra na resposta da sua boca, e a palavra, a seu tempo, quão boa é! / A vossa palavra sempre seja agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um. Colossenses 4.6

2. Uma boa palavra deve estar no coração de quem prega o conhecimento - Provérbios 16.21 O sábio de coração será chamado prudente, e a doçura dos lábios aumentará o ensino. / E assim a minha língua falará da tua justiça e do teu louvor todo o dia. Salmos 35:28

 
 
l