Home   Agenda   Escola Dominical   Estudos Bíblicos   Contato
Escola Dominical - Esboços da EBD

Lições do 1º Trimestre de 2013 - CPAD - Jovens e Adultos
  
 
 

A Família Cristã no Século XXI
Protegendo seu lar dos ataques do inimigo




A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO
Lição 10 - 9 de junho de 2013
Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.
Leitura Bíblica em Classe: Deuteronômio 11.18-21; 2 Timóteo 3.14-17

O CULTO DOMÉSTICO É UMA ORDEM DIVINA

Introdução:
Moisés antes de o povo hebreu entrar na terra prometida esboçou grande preocupação dentro da área didática envolvendo as escrituras sagradas. Esse quinto livro do Pentateuco, o Deuteronômio é a repetição da lei, e isso se fez necessário porque infelizmente o povo tem a mania do esquecimento daquilo que aprende, principalmente quando os preceitos aprendidos exigem disciplina e esforço em coloca-los em prática. O povo ficou no deserto quase quarenta anos e nesse período sem quase nada para fazer tiveram muito tempo para se aplicarem ao estudo da Palavra de Deus, porém nem todos se aplicaram a isso, tanto é que grande parte deles não entraram na terra prometida. Havia entre os judeus os clãs familiares o que facilitava as reuniões em famílias, onde ali eles contavam histórias e também os mais espirituais compartilhavam dos ensinos sagrados fazendo dessas reuniões os cultos em seus lares. Evidentemente que naqueles tempos sem os avanços tecnológicos na área do entretenimento as coisas eram mais fáceis. Entretanto em nossos dias com toda a ciência se multiplicando pouco se fala em culto doméstico entre os cristãos e são poucos os que o praticam deixando de perceber a sua grande importância para todos os componentes da família. O lar cristão é a extensão da Igreja, portanto devemos lembrar que a Igreja é o ponto principal para cultuar, adorar e ouvir a palavra de Deus, porém isso não pode ficar restrito somente a Igreja. O culto ao Senhor também precisa ser estendido aos nossos lares para a continuidade da nossa adoração, comunhão e aprendizado das coisas de Deus. Temos que ser crentes na Igreja e também em casa.
1. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM PORTADORES DA SUA PALAVRA
- Deuteronômio 11.18 Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos.
* A palavra de Deus é um tesouro para ser guardado em nosso coração
– 2 Coríntios 4.7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.
Pelas ordenanças promulgadas por Moisés os hebreus foram orientados a manterem uma fidelidade com as escrituras, ao ponto de ostentar fragmentos desta, presos em suas mãos e fronte o que era uma forma explícita de demonstrar essa fidelidade. Não é esse o caso para a Igreja do Senhor, pois pertencemos ao seu reino espiritual e somos templos do Espírito Santo. Portanto o simbolismo de sermos vasos de barro alude à condição de sermos guardadores dos oráculos sagrados. E como depositários desse poder que é as Escrituras Sagradas, a figura do vaso é para mostrar a sua fragilidade, porém o seu conteúdo nos torna mais forte espiritualmente para que o que há em nós seja mais valorizado. Todo esse poder vem de Deus, e não de homens, que apenas são instrumentos, para que Deus seja glorificado em todas as coisas.

2. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM INSTRUIDOS EM TODO O TEMPO
- Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te;
* O ensino da palavra deve ser constante tanto na igreja como em casa
– 2 Timóteo 4.2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.
Moisés ensina o povo que os cultos não se restringiriam aos encontros anuais feitas no Tabernáculo, mas que se estenderiam por todo o tempo e em qualquer lugar, a fim de que não se esquecessem da Lei e mantivessem a sua comunhão e adoração a Deus. Em nossas reuniões de culto tanto na Igreja como em casa devemos compartilhar sempre a pura e clara Palavra de Deus e não as nossas próprias ideias. A palavra deve ser sempre ensinada ou pregada com toda seriedade a aqueles que ouvem. Faça isso em todo o tempo sempre orientando e encorajando, mesmo que você não veja resultados imediatos dos seus esforços no presente, não entregue os pontos; não se deixe vencer pelo cansaço e desânimo em prosseguir na prática de cultuar a Deus. Com certeza os resultados do nosso esforço sempre aparecem a seu tempo.

3. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS NÃO SE ESQUEÇAM DOS SEUS PRECEITOS
- Deuteronômio 11.20 E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas;
* Deus quer que usemos de todos os meios para não esquecer sua palavra
– Provérbios 4.5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca.
Moisés também orientou que o povo escrevesse trechos das Escrituras em partes da casa onde obrigatoriamente o hebreu tinha que passar, ou seja, nos batentes, portas e outros lugares de entrada e saída.
Com isso tanto ao sair como entrar eles compulsoriamente deveriam ler os escritos. Essa é uma prática que pode ser adotada em nossos lares. Os pais em mães devem ser os mestres no lar responsáveis pelo ensino da palavra de Deus. Cabe a eles ensinar os filhos nas sagradas letras, mas para ensinar precisam aprender e isso é o mais complicado, pois nem todos tem essa conscientização. É através do ensino bíblico que se aprende o que é certo e errado, para que se ande no caminho certo. O conhecimento bíblico deve passar de pai para filho e esse conhecimento deve ter o respaldo correto das verdades bíblicas e por trás dele a força e o exemplo.
 
4. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS COLHAM OS FRUTOS DO CONHECIMENTO
- Deuteronômio 11.21 Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor jurou a vossos pais dar-lhes, como os dias dos céus sobre a terra.
* Existem ricas promessas de Deus para todos os que guardam sua palavra
– Josué 1.8 Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
Moisés incentivou o povo a compartilhar e perseverar nos ensinos das escrituras, pois eles seriam fundamentais para adquirirem sabedoria espiritual, mas também trariam longevidade física e prosperidade em todo o seu modo de viver. Porém para eles serem recompensados com as bênçãos advindas dos compromissos com a palavra de Deus, seria condicional a obediência a tudo que lhes foi ordenado. Tudo é uma questão de querer viver debaixo das promessas abençoadoras de Deus, ou não. Para isso acontecer existe uma absoluta necessidade da obediência a Palavra de Deus e para que haja essa obediência faz-se necessário conhecê-la e para conhecê-la é preciso aprendê-la. A palavra de Deus precisa estar em nossa boca, sempre pronta para ser dita; porque devemos comunica-la a outras pessoas. Por essa razão devemos meditar sobre ela e ensiná-la continuamente.

5. A ORDEM DIVINA É APRENDER A SUA PALAVRA COMO TAMBÉM PERMANECER NELA
- 2 Timóteo 3.14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
* Todo cristão deve ser inteirado na palavra para não ser levado por heresias
– Efésios 4.14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
Paulo exortou a Timóteo sobre a importância daquilo que aprendeu na sua casa a respeito das Escrituras. Quando ele diz para permanecer naquilo que aprendeu significa que Paulo tinha conhecimento da base de ensinamentos a qual Timóteo teve e esses ensinamentos eram condizentes com as verdades das escrituras. Isso não quer dizer para aqueles que foram ensinados na infância por pais não cristãos devem continuar nesses ensinos. Nesse sentido quando se chega à idade do entendimento é preciso averiguar se o que nos foi ensinado pelos pais no que tange a religião é realmente a verdade que devemos seguir. O ensino doutrinário é determinante para o crente não ser menino no conhecimento, fraco na fé e inconstante em sua conduta cedendo facilmente às tentações. Esses são os que não têm a verdade nem solidez em si e se deixam seduzir pelos perversos e impiedosos que buscam seduzir e enganar os outros por meio de doutrinas falsas e erros com astúcia diabólicas para alcançarem seus objetivos.

6. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS PRECEITOS NOS LEVEM AO CAMINHO DA SANTIDADE
- 2 Timóteo 3.15 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
* O ensino das escrituras sem ir além do que está escrito consolida a salvação
– Atos 17.11 Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.
É de fundamental importância se familiarizar com as coisas de Deus desde a infância. Agraciado é quem tem o privilégio de nascer num berço evangélico, pois as suas chances de ter o conhecimento das Escrituras são maiores, desde que tenha pais que desenvolvam essa responsabilidade. A infância é a fase do aprendizado; e aqueles pais que querem oferecer o verdadeiro aprendizado, devem oferecê-los pelas Escrituras Sagradas. Os crentes de Tessalônicas eram fieis estudiosos das Escrituras e com isso adquiriram conhecimentos para discernir tudo o que recebiam da palavra de Deus. Eles tinham boa disposição para ouvir a palavra de Deus, prestavam muita atenção na pregação, mas sempre procuravam colocar tudo diante da luz para terem a certeza se era de Deus ou não. A prontidão de receber a palavra não significava que acreditavam em tudo, aceitando cegamente. Assim deve ser todo o cristão com relação a doutrina que recebe. Se o povo de Deus buscasse mais conhecimento da Palavra, certamente haveria menos enganadores.

7. A ORDEM DIVINA É DEPENDERMOS DA SUA PALAVRA QUE É A VERDADE REVELADA
- 2 Timóteo 3.16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;
* Ao dependermos da Palavra tiramos benefícios espirituais da sabedoria celestial
- 2 Pedro 1.21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.
Os profetas e apóstolos não falavam de si mesmos, mas tudo que falavam recebiam do Senhor para entregar ao seu povo. Toda Escritura foi escrita pela inspiração de Deus, com a sua pureza, harmonia, poder, eficácia naqueles que a ouvem. Elas são um guia totalmente confiável e certo para o nosso caminho que leva a vida eterna. Elas são aptas em nos tornar sábios para nós mesmo e também aos outros. Ela instrui naquilo que é verdade, repreende quando estamos errados e nos dirige naquilo que é bom. Todos nós sem exceção precisamos ser constantemente instruídos, corrigidos e repreendidos e isso vem pela doutrina bíblica. Deus repreende aqueles a qual Ele ama. Devemos nos ocupar mais com o conhecimento da Palavra e para isso não se limite apenas ao que aprende na Igreja. Procure estender ao seu lar esse aprendizado através de cultos em família para estar compartilhando com todos os ensinamentos da Palavra de Deus.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel - Th.M.
 
SE VOCÊ ACHA ESTA OBRA IMPORTANTE, ENTÃO AJUDE A MANTÊ-LA.
Faça a sua doação por
um dos meios ao lado>
 
Banco Itaú  Agência 9184 
 Conta corrente  05524-3
 
A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO
Lição 10 - 9 de junho de 2013
Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.
Leitura Bíblica em Classe: Deuteronômio 11.18-21; 2 Timóteo 3.14-17

O CULTO DOMÉSTICO É UMA ORDEM DIVINA

1. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM PORTADORES DA SUA PALAVRA - Deuteronômio 11.18 Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos.
* A palavra de Deus é um tesouro para ser guardado em nosso coração – 2 Coríntios 4.7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.
2. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM INSTRUIDOS EM TODO O TEMPO - Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te;
* O ensino da palavra deve ser constante tanto na igreja como em casa – 2 Timóteo 4.2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina
3. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS NÃO SE ESQUEÇAM DOS SEUS PRECEITOS - Deuteronômio 11.20 E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas;
* Deus quer que usemos de todos os meios para não esquecer sua palavra – Provérbios 4.5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca.
4. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS COLHAM OS FRUTOS DO CONHECIMENTO - Deuteronômio 11.21 Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor jurou a vossos pais dar-lhes, como os dias dos céus sobre a terra.
* Existem ricas promessas de Deus para todos os que guardam sua palavra – Josué 1.8 Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
5. A ORDEM DIVINA É APRENDER A SUA PALAVRA COMO TAMBÉM PERMANECER NELA - 2 Timóteo 3.14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
* Todo cristão deve ser inteirado na palavra para não ser levado por heresias – Efésios 4.14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
6. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS PRECEITOS NOS LEVEM AO CAMINHO DA SANTIDADE - 2 Timóteo 3.15 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
* O ensino das escrituras sem ir além do que está escrito consolida a salvação – Atos 17.11 Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.
7. A ORDEM DIVINA É DEPENDERMOS DA SUA PALAVRA QUE É A VERDADE REVELADA - 2 Timóteo 3.16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;
* Ao dependermos da Palavra tiramos benefícios espirituais da sabedoria celestial - 2 Pedro 1.21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.
 
 
l