Escola Dominical - Esboços da EBD

EBD Comentários - Lições Biblicas da CPAD

Pastor Adilson Guilhermel

 Home    Agenda     Lições EBD    Sermões    Contato
Lições Bíblicas 4° Trimestre 2017 CPAD - A Obra da Salvação
Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida

 

Salvação e Livre-Arbítrio

Lição 8 - 19 de Novembro de 2017
Texto Áureo: “Qual é o homem que teme ao Senhor? Ele o ensinará no caminho que deve escolher.” (Sl 25.12)
Leitura Bíblica em Classe:
João 3.14-21

Introdução: O futuro do homem depende exclusivamente do seu livre-arbítrio, ou seja, do seu direito de escolhê-lo e essa escolha envolve apenas dois destinos: o céu e o inferno. Deus quando iniciou a sua criação começando pela parte angelical, os dotou de livre arbítrio, que é o direito de escolha. Caso não fossem dotados disso, Lúcifer e seus seguidores não teriam se rebelado contra Deus e o pecado não teria entrado no universo. Assim foi na criação do homem, caso não tivessem o livre arbítrio, também não teriam desobedecido a Deus e o pecado não entraria no mundo. Diante disso entendemos que Deus não quis ter seres criados obrigado a fazer a sua vontade, e sim com direito de escolha de sujeitar-se a Ele, ou não. Assim todos os seres tem o direito de escolher o seu destino eterno, visto que temos um espírito que existirá por toda a eternidade, seja com Deus, ou seja, sem Deus. Todos nascem com a natureza pecaminosa de Adão e para se livrar dessa natureza pecaminosa precisam crer em Deus e reconhecer o seu estado miserável. Quem se livrar dessa natureza pecaminosa e não pecar mais, gozará da vida eterna com Deus e quem não quiser se livrar sofrerá o castigo eterno.

O QUE VOCÊ CRÊ NO TEU LIVRE ARBÍTRIO?

1 – Crê que Cristo tem o antídoto do pecado, ou quer continuar infectado.
João 3.14 - E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado,

Houve uma rebelião no acampamento dos israelitas quando ainda em sua jornada no deserto. Isso provocou a ira de Deus que resolveu castigá-los. Nesse castigo Deus ordenou que serpentes ardentes invadissem o acampamento dos israelitas e com isso vários deles foram picados, como também morreram. O povo apavorado recorre a Moisés que intercedesse junto a Deus para que os livrassem daquele mal. Deu manda Moisés confeccionar uma serpente de bronze e pendurá-la numa haste elevada orientando que se quisessem ser curados deveriam olhar para a serpente para se livrar do veneno mortal causado pelas serpentes. Nesse caso olhando para a serpente levantada na haste era uma cura física que apontava para uma cruz que seria levantada no calvário, não com uma serpente, mas com Cristo, o Filho do Deus vivo. Para o homem se livrar da infecção venenosa do pecado, somente através de Cristo. No deserto teve israelita que olhou e foi curado e teve os que não olharam e pereceram. Nessa dispensação quem olha para Cristo é curado e que não olha continua infectado. É uma questão de escolha.

2 – Crê que Cristo te da vida eterna, ou quer perecer no fogo do inferno.

João 3.15 - para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

O evangelho é proclamado por todo o mundo, pois Deus nunca abandonou a sua criação e o seu desejo é que todos se salvem. Para isso Ele vem proporcionando meios e condições para que o homem alcance a salvação eterna. Para dar mais condições ainda para o homem, Ele nos últimos tempos enviou o seu Filho Unigênito para ser sacrificado por todos os homens sem acepção. Porém no homem está o poder de decisão de querer aceitar o Filho de Deus, ou não. O inferno foi reservado para o Diabo e seus anjos, mas também para todos aqueles que rejeitam o Cristo da Cruz, pois só Ele pode salvar. Como a salvação é individual, está no livre arbítrio de cada um escolher o seu destino.

3 – Crê que Cristo é o enviado de Deus para salvar, ou quer a morte eterna.

João 3.16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Deus oferece ao homem a vida eterna, porém alcançar a vida eterna é condicional a uma decisão do indivíduo. Deus tomou a decisão mais difícil que poderia tomar, a qual foi enviar o Seu Filho sabendo de tudo o que Ele haveria de sofrer para através do Seu sacrifico na cruz remir o homem dos seus pecados, lhe dando a condição de ser salvo. Quem rejeitar Jesus Cristo a dádiva que Deus enviou para ser o Salvador da humanidade, a sentença é a condenação eterna e não tem outra solução. A questão é: se crer serás salvo, se não crer serás condenado.

4 – Crê que Cristo é o teu Salvador, ou quer ignorá-lo para ser condenado.

João 3.17 - Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

Se Jesus viesse como Juiz na condição em que se encontrava a humanidade, poucos escapariam do seu julgamento. Porém Ele veio como o Salvador num mundo dominado pelo pecado. Deus não quer que ninguém se perca, mas nem todos pensam dessa maneira, ou querem acreditar nesse único meio de salvação proporcionado por Ele. Quem ignorar esse enviado de Deus, não alcançará nenhuma benevolência de Deus, pois Deus é amor, mas também fogo consumidor.

5 – Crê que Cristo pode absolver, ou quer negá-lo e continuar réu de juízo.

João 3.18 - Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Todos que rejeitam Jesus como o Salvador estão na condição de réu de juízo, quer queira quer não. A condição para sair da condição de réu é aceitar Jesus que é o advogado que defende a nossa causa a fim de sermos absolvidos pelo Pai alcançando a justificação. Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus, se é Deus que os justifica.

6 – Crê que Cristo é a luz que tira a cegueira, ou quer continuar nas trevas.

João 3.19 - E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

Satanás cegou o entendimento dos incrédulos, para que não se enxerguem a luz resplandecente do evangelho, para manter assim os pecadores em sua cegueira espiritual. Jesus disse: Eu Sou a luz do mundo, quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. A falta dessa luz (entendimento) na mente das pessoas cegadas por satanás faz com que o pecador continue vivendo contaminado pelo pecado, sem enxergar essa contaminação. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

7 – Crê que Cristo é a luz do mundo, ou quer ficar nas trevas do pecado.

João 3.20 - Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz e não vem para a luz para que as suas obras não sejam reprovadas.

O pecador que se liberta das trevas e vem para a luz passa a ter a sua vida exposta e nem todos querem isso, pois preferem viver com os seus pecados escondidos. E quem acredita que fazendo obras alcançará algum ato de benevolência divina que possa livrá-lo de algo ruim após a morte física, está redondamente enganado e, isso ele só vai entender quando o seu entendimento é aberto ao aceitar Cristo. É aí, que ele vai entender que tudo que fazia era simplesmente um sacrifício de tolo.

8 – Crê que Cristo é a verdade salvadora, ou acha que se salva por obras.

João 3.21 - Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

Tem muitos pecadores que embora vivam nas trevas, ou seja, ignorância espiritual, são acessíveis em conhecer a verdade e isso, facilita uma aproximação da luz verdadeira, que é Cristo. Assim quando já na luz, ele se esforça para fazer obras consistentes que agradam a Deus. É dessa forma que se entende que toda obra para ser aceita por Deus é condicional aos salvos em Cristo.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel 

ASSEMBLÉIA DE DEUS - Ministério Redenção -  Rua Frei Gaspar n° 3255 - Cidade Náutica  São Vicente - São Paulo
 Cultos: quarta, sexta e domingo a partir das 19h30. - Escola Dominical às 9h30
Seja Bem-vindo.
Caso sinta de enviar uma oferta para essa obra deposite nessa conta: Caixa Econômica Federal - Agência 1613 - Conta 0942-7 
Contato com o Pastor  Adilson