Escola Dominical - Esboços da EBD


Pastor Adilson Guilhermel

Página Inicial     Agenda     Escola Dominical     Estudos Bíblicos   Contato

 

Escola Dominical - Esboços da EBD
Lições do 4º trimestre de 2018
As Parábolas de Jesus – As Verdades e Princípios Divinos para uma Vida Abundante

Parábola: Uma lição para a vida

 

 

O Perigo da Indiferença Espiritual

Lição 9 - 2 de dezembro de 2018

Texto Áureo - “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.” (Jo 15.14)

Leitura Bíblica em Classe: Mateus 21.28-32

 

Introdução: Todo ser humano é um filho em espírito gerado por Deus no momento da sua concepção, só que tem os filhos que o aceitam como Pai e tem os que por ignorância não o aceitam. Então podemos afirmar que nesta parábola, ambos são filhos e, a eles é oferecido idêntica oportunidade servir ao Senhor. Deus chama a todos e, as mesmas oportunidades lhes são oferecidas, por esse motivo não haverá escusas quanto a não aceitação dessas oportunidades que o Senhor oferece.

1. Ser chamado para servir a Deus é uma honra a qual não podemos ser indiferentes.

Mateus 21.28 – Mas que vos parece? Um homem tinha dois filhos e, dirigindo-se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na minha vinha.

O pecador geralmente se porta com indiferença quando é abordado por um semeador da palavra e muitos se recusam em aceitar a mensagem da salvação. Os publicanos e meretrizes que sempre recusaram todo chamado para servir a Deus, em determinado tempo quando João Batista chamava os pecadores ao arrependimento passaram a aceitar o seu chamado confirmando pelo batismo nas águas realizado pelo profeta. Quem ainda não tem Cristo na sua vida e ainda encontra-se na condição de pecador, nunca seja indiferente a mensagem do evangelho, mesmo que de pronto não aceite, mas procure meditar naquilo que alguém lhe pregou, mesmo que lhe pareça loucura. (I Co 1.18 Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus) Saiba que é uma grande honra poder servi-lo e todo trabalho não é vão no Senhor.

2. Ainda que alguém se negue servir a Deus, Ele dá um tempo para se pensar melhor.

Mateus 21.29 – Ele, porém, respondendo, disse: Não quero. Mas, depois, arrependendo-se, foi.

A pregação do Evangelho é muito importante e necessária, pois ela envolve desencarceramento de vidas aprisionadas nas cadeias satânicas, vidas essas, as quais motivadas por essas influências malignas sofrem grandes resistências dessas entidades. Na semeadura da palavra muitos não aceitam de pronto, mas Deus pela sua infinita misericórdia sempre dá um tempo para que esse pecador pense melhor e isso é notório quando após isso, alguns acabam se arrependendo e se convertendo a Cristo, como também se compromissando a servi-lo. (Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. Lucas 15:18,19).

3. Quando se promete servir a Deus e depois desiste, é um grande desrespeito a Ele.

Mateus 21.30 – E, dirigindo-se ao segundo, falou-lhe de igual modo; e, respondendo ele, disse: Eu vou, senhor; e não foi.

Os religiosos de Jerusalém, entre eles os escribas, fariseus, sacerdotes e anciãos, se propunham a servir a Deus, mas não na profundidade e sim na superficialidade, pois na realidade o que mais faziam era se ostentarem procurando expor uma santidade de fachada. Tanto que quando o reino de Deus foi apresentado por intermédio de João Batista através do batismo, eles o desprezaram, dando-lhe as costas, pois o orgulho os impediam de aceitar com humildade a mensagem da salvação, tanto através de João Batista, como posteriormente com o Senhor Jesus Cristo. Na realidade o que mais esses religiosos de fachada fizeram foi perseguir Jesus para tentar pegá-lo em alguma falta e isso foi um grande desrespeito que fizeram contra Deus. (Lucas 14. 18 "Mas eles começaram, um por um, a apresentar desculpas. O primeiro disse: 'Acabei de comprar uma propriedade e preciso ir vê-la. Por favor, desculpe-me'. 19 "Outro disse: 'Acabei de comprar cinco juntas de bois e estou indo experimentá-las. Por favor, desculpe-me'. 20 "Ainda outro disse: 'Acabo de me casar, por isso não posso ir').

4. Os menos prováveis em servir a Deus são os mais propensos ao arrependimento.

Mateus 21.31 – Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: O primeiro. Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no Reino de Deus.

Quem se achava que era, na realidade não era nada, e quem se achava que não era,, na realidade é que era. Assim foi com os publicanos e meretrizes, que alcançaram a libertação pelo arrependimento através da mensagem de João Batista e posteriormente do Senhor Jesus e por isso fizeram a vontade de Deus. Essas pessoas que viviam a margem da sociedade religiosa alcançaram o favor de Deus pela sinceridade que havia nos seus corações, tanto para se negar a princípio, como para se dispor na seqüência de uma forma totalmente voluntária. (E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. Lucas 19:9,10).

5. Muitos por causa do seu orgulho se colocam no perigo da indiferença espiritual.

Mateus 21.32 – Porque João veio a vós no caminho de justiça, e não o crestes, mas os publicanos e as meretrizes o creram; vós, porém, vendo isso, nem depois vos arrependestes para o crer.

Quando a mensagem do evangelho é pregada para alguém que usa de hipocrisia, dificilmente ele é convencido a aceitar essa mensagem para serem convertidos, principalmente aqueles que se julgam entendida demais e desprezam a palavra e na sua ignorância a rejeitam. Pessoas com coração cheio de orgulho se fecham para ouvir as instruções do Senhor, sem saber que pela sua dureza coração não poderão entrar no Reino dos céus. Já os de coração humilde são os mais propensos e desejosos de ouvir as palavras de vida eterna e seguir o caminho da justiça. (Lucas 14.21 "O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: 'Vá rapidamente para as ruas e os becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos').


Comentarista: Pastor Adilson Guilhermel
QUER AJUDAR ESTA OBRA? Então clique no botão abaixo e envie uma oferta

Contato 
l