Escola Dominical - Esboços da EBD


Pastor Adilson Guilhermel

Página Inicial     Agenda     Escola Dominical     Estudos Bíblicos   Contato

 

Escola Dominical - Esboços da EBD
Lições do 3º trimestre de 2018
Adoração, Santidade e Serviço
Os princípios de Deus para a sua Igreja em Levítico

 

 

A DOUTRINA DO CULTO LEVÍTICO

Lição 6 - 5 de Agosto de 2018

Texto Áureo: Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam. Salmos 24.1

Leitura Bíblica em Classe: Levítico 9.1-14

Introdução: O texto da lição se refere a inauguração do sistema sacrificial onde começaram de acordo com as leis cerimoniais, os primeiros sacrifícios, os quais envolviam várias condições individuais e coletivas, conforme os rituais estabelecidos. Todo esse ritual deveria seguir um ordem onde ninguém tinha autorização para alterá-la, exceto o próprio Deus. Todo esse sistema sacrificial serve de lições espirituais para os nossos tempos, onde mostra que as coisas para Deus não se fazem de qualquer maneira. No sistema sacrificial levítico, tudo deveria ser feito de uma maneira na qual Deus se agradasse, pois esse era as condições para que Ele manifestasse a Sua presença revelando a Sua glória. Com a igreja ninguém precisa fazer qualquer oferenda sacrificial como no Antigo Testamento, isso porque Cristo fez tudo isso por nós, com o seu sacrifício perfeito na Cruz. Como Jesus expiou os nossos pecados, o que devemos é manter a nossa vida purificada, para podermos prestar o nosso culto ao Senhor de uma maneira que Ele aceite. (Portanto, irmãos, rogo pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês).

1. Ninguém pode ministrar um culto ao Senhor sem ter uma vida purificada.

Levítico 9.1 E ACONTECEU, ao dia oitavo, que Moisés chamou a Arão e seus filhos, e os anciãos de Israel, Levítico 9.2 E disse a Arão: Toma um bezerro, para expiação do pecado, e um carneiro para holocausto, sem defeito; e traze-os perante o Senhor.

Se o sacerdote não fizesse o ritual de purificação por si mesmo, para poder fazê-lo pelo povo, certamente tudo que ele fizesse pensando que o Senhor aceitaria, seria puro engano da sua parte. Deus não aceita nada que lhe é oferecido sendo feito de qualquer maneira. A lógica é: faça direito as coisas para Deus, pois se não for assim, é melhor não fazer.

2. Deus só se manifesta no culto se as ofertas de sacrifício forem perfeitas.

Levítico 9.3 Depois falarás aos filhos de Israel, dizendo: Tomai um bode para expiação do pecado, e um bezerro, e um cordeiro de um ano, sem defeito, para holocausto; Levítico 9.4 Também um boi e um carneiro por sacrifício pacífico, para sacrificar perante o Senhor, e oferta de alimentos, amassada com azeite; porquanto hoje o Senhor vos aparecerá.

Dentro dos rituais preparatórios para fazer a expiação pelo povo, era necessária uma rigorosa inspeção nos animais que eram trazidos para os sacrifícios. Tudo tinha que ser organizado dentro de uma ordem, pra que os animais de cada espécie seguissem uma sequencia de acordo como determinava as leis cerimoniais. Isto porque, se uma dessas sequencia de sacrifícios fosse alterada pelos oficiantes, a presença do Senhor não aconteceria.  

3. A glória do Senhor só é sentida se houver obediência e reverência geral.

Levítico 9.5 Então trouxeram o que ordenara Moisés, diante da tenda da congregação, e chegou-se toda a congregação e se pôs perante o Senhor. Levítico 9.6 E disse Moisés: Esta é a coisa que o Senhor ordenou que fizésseis; e a glória do Senhor vos aparecerá.

Para que os rituais de sacrifícios fossem aprovados por Deus, era necessário, não somente as exigências quanto ao sacerdote serem cumpridas, como também deveria haver a participação espontânea da parte do povo. No culto ao Senhor é necessário que todos os envolvidos, tanto da parte dos ministrantes, como da parte do povo em geral, a prontidão e desejo de fazê-lo. Se tudo for feito de acordo como Ele ordena a fazer, a Sua presença se manifestará e Sua glória aparecerá.

4. O sacerdote deve expiar por si mesmo, antes de poder expiar por outros.

Levítico 9.7 E disse Moisés a Arão: Chega-te ao altar, e faze a tua expiação de pecado e o teu holocausto; e faze expiação por ti e pelo povo; depois faze a oferta do povo, e faze expiação por eles, como ordenou o Senhor.

O sacerdote não poderia exercer o seu ofício quando iniciava a preparação para o culto ao Senhor, sem os devidos cuidados de expiar os seus pecados, pois era uma ordenação ditadas por Deus quanto às leis cerimoniais. A negligência quanto a esse quesito não resultaria em qualquer efeito na expiação pelo povo. Ministros com a vida despreparada não podem exercer o seu ofício, pois isso resultaria em prejuízos espirituais para o povo cristão.

5. No ofício de ministrar o sacerdote tinha que fazer expiação por si próprio.

Levítico 9.8 Então Arão se chegou ao altar, e degolou o bezerro da expiação que era por si mesmo. Levítico 9.9 E os filhos de Arão trouxeram-lhe o sangue, e molhou o seu dedo no sangue, e o pôs sobre as pontas do altar; e o restante do sangue derramou à base do altar.

Por serem imperfeitos os sacerdotes tinham que fazer sacrifícios por si próprios, para depois poderem oferecer os sacrifícios pelo povo. A obrigatoriedade da santificação dos sacerdotes se estendia também para o povo, pois um Deus Santo exige de todos os seus adoradores, uma vida santificada, pois sem a santificação ninguém verá o Senhor.

6.  A parte que é oferecida a Deus deve subir como cheiro suave para Ele.

Levítico 9.10 Mas a gordura, e os rins, e o redenho do fígado de expiação do pecado, queimou sobre o altar, como o Senhor ordenara a Moisés. Levítico 9.11 Porém a carne e o couro queimou com fogo fora do arraial.

A gordura era algo considerado delicioso por parte dos hebreus; só que esta que era oferecida em sacrifício no altar do holocausto pertencia ao Senhor e não poderia ser comida por ninguém. Essa gordura quando queimada exalava um cheiro que se espalhava por todo o local e a fumaça subia como um perfume agradável em direção aos céus, significando uma oferta de cheiro suave que subia as narinas de Deus. (2 Coríntios 2.15 porque para Deus somos um aroma de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem).  Isso desde que tenhamos uma vida santificada.

7.  É preciso nos consagrar a Deus para que Ele nos consagre para servir.

Levítico 9.12 Depois degolou o holocausto, e os filhos de Arão lhe entregaram o sangue, e espargiu-o sobre o altar em redor. Levítico 9.13 Também lhe entregaram o holocausto nos seus pedaços, com a cabeça; e queimou-o sobre o altar. 14 E lavou a fressura e as pernas, e as queimou sobre o holocausto no altar.

Para que a expiação acontecesse era necessário que todo o ritual de oferendas e os sacrifícios seguissem dentro de uma perfeição segundo as ordenanças das leis cerimoniais. Pois as coisas feitas relaxadamente priva o Senhor da glória que lhe é devida e priva o povo de receber as bênçãos, as quais Deus tem o prazer de derramar. Quando todo o ritual era completado, tanto o sacerdote como os seus filhos e todo o povo recebiam o perdão divino, sendo consagrado inteiramente ao Senhor todos que deram o melhor de si para Ele.   
Comentarista: Pastor Adilson Guilhermel
QUER AJUDAR ESTA OBRA? Então clique no botão abaixo e envie uma oferta

Fale com o pastor: [email protected]
l