Escola Dominical Esboços EBD  

Pastor Adilson Guilhermel


Home     Agenda     Lições    Sermões     Contato

Trimestre: 1º trimestre de 2017
Título: As Obras da Carne e o Fruto do Espírito
Subtítulo: Como o Crente Pode Vencer a Verdadeira Batalha Espiritual
Travada Diariamente.

PAZ DE DEUS: ANTÍDOTO CONTRA AS INIMIZADES

Lição 5 - 29 de Janeiro de 2017
Texto Áureo:
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (Jo 14.27)
Verdade Prática: A paz, como fruto do Espírito, não promove inimizades e dissensões.
Leitura Bíblica em Classe: Efésios 2.11-17

Introdução: O antídoto literalmente falando é uma substância que funciona como contraveneno, ou aquilo que evita, corrige ou contraria algo desagradável. Agora, espiritualmente falando, antídoto significa um remédio poderoso contra as inimizades e, esse remédio é termos o fruto da paz divina implantada em nossos corações. Nesse caso tendo o fruto da paz em nossos corações, não geraremos em nosso interior qualquer sentimento negativo que possa aflorar em determinadas circunstâncias emblemáticas que envolvam nosso relacionamento com outras pessoas. O fruto da paz é de relevada importância para o desenvolvimento e aprimoramento de outros fruto, como o da longanimidade, mansidão e temperança.  A paz no conceito humano significa a ausência de guerra, conflitos, brigas, desentendimentos, hostilidade, agitação, porém todo esse entendimento de paz é incompleto, pois a paz verdadeira só é conhecida e sentida por aqueles que conheceram a paz encontrada em Cristo. Essa paz verdadeira é impossível de estar na vida de um incrédulo, pois sem Cristo ela nunca será encontrada. O mundo procura esta paz por vários meios sem entender o que estão procurando, porque deixam de olhar para o único lugar onde ela pode ser encontrada e esse lugar só em Cristo é que pode ser encontrado.

I - A PAZ DE CRISTO É A QUE VAI ALÉM DO ENTENDIMENTO HUMANO
1. Devemos desenvolver o fruto da paz de Deus pelo seu amor por nós.

Efésios 2.11 Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens;

Os judeus desprezavam os gentios pelo fato de não serem participantes da aliança estabelecida entre Deus e Abraão. Os judeus levados pelo formalismo se julgavam superiores pelo fato do sinal exterior feito no ritual da circuncisão, o qual os identificava como os únicos participantes da aliança com Deus feita com Abraão. Os judeus faziam uma profissão de fé exteriorizada e não interiorizada se julgando privilegiados pelo fato de serem circuncidados e assim censuravam e desprezavam os gentios que não possuíam essa marca. A partir de Cristo o muro da separação entre os judeus e gentios foi quebrado não podendo haver mais distinção entre eles, pois a partir daí como igreja se tornou um só corpo. O fruto da paz é essencial para promover a unidade no corpo de Cristo, isto porque a unidade na igreja não é algo organizacional e sim espiritual. Todo homem sem Cristo encontra-se com a ausência de paz porque está irreconciliado com Deus e nessa triste condição, esta ausência de paz ocasiona um grande vazio na alma que não pode ser preenchido por nada que o mundo ofereça. O único que pode preencher esse vazio é Cristo e para isso acontecer o pecador precisa se render a Ele, onde ocorrerá o milagre da reconciliação com o Deus Pai. (Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. Romanos 5:10).

2. A paz com Deus vinda pela obra da cruz encheu todos de esperança

Efésios 2.12 Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.

Na antiga aliança o templo ficava na cidade de Jerusalém e as tribos de Israel ficavam nas suas cercanias, significando assim que o povo hebreu estava próximo do Templo e, por conseguinte, perto de Deus, pois se entendia que o templo era a sua habitação. Quanto aos gentios as suas terras eram distantes de uma maneira literal, mas, também de uma maneira espiritual estavam afastados de Deus. Após a cruz esse panorama foi totalmente alterado, pois mediante a conversão a Cristo através do evangelho proclamado, abriu-se a oportunidade para todos os povos sem qualquer acepção de pessoas. Como os judeus rejeitaram essa oportunidade não reconhecendo Jesus como o seu Messias, quem está perto agora no sentido espiritual são os gentios que se converteram a Cristo e apresentam uma identidade de cristão autêntico. (Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Romanos 5:1).

3. Jesus Cristo foi o grande promotor da paz trazendo todos para Ele

Efésios 2.13 Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

Anteriormente separados de Deus, mas através de Cristo, agora estamos em paz com Ele, como também ganhamos o privilégio do acesso ao seu trono de glória pela fé. Não éramos aceitos pela comunidade de Israel, agora somos participantes da família divina. Éramos estranhos ao pacto da promessa e agora somos participantes do pacto da nova aliança em Cristo. A cruz nos aproximou de Deus e agora somos igreja de Cristo com direito a todos os privilégios dessa união pela nossa reconciliação com o Senhor. Todos os benefícios que alcançamos é decorrência do sacrifício, morte e ressurreição de Cristo. (De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. 2 Coríntios 5:20).

II. A AUSÊNCIA DA PAZ DE CRISTO PRODUZ INIMIZADES E CONTENDAS
1. A vitória na cruz apaziguou judeus e gentios tornando-os um só povo.

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Efésios 2:14

Judeus e gentios que por todos os tempos viveram num estado de inimizade, através de Cristo foram reconciliadas. Os judeus e gentios que antes estavam acostumados a difamar, odiar, menosprezar e censurar um ao outro e Cristo com a sua vitória na cruz apaziguou essas questões derrubando a parede de separação que estava no meio deles. Essa parede de separação é uma alusão ao templo que separava o pátio dos gentios da parte onde só os judeus tinha liberdade de entrar.

2. Toda inimizade e soberba entre povos foram aplacada com a paz de Deus

Efésios 2.15 Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

Cristo promoveu esta paz entre os dois povos transformando esses dois partidos em uma nova sociedade, ou seja, um só corpo unidos a uma só cabeça, que é Cristo. Com o trabalho de renovação efetuado pelo Espírito Santo, houve uma submissão a uma nova maneira de adoração através do evangelho. Isso promoveu a paz entre esses dois povos, que viviam em constante discórdia através dos tempos. O apóstolo Pedro demonstrou que tinha restrições quanto a evangelizar os gentios e foi necessário receber a visão dos animais impuros para que caísse em si e entendesse que o evangelho não era só para os judeus e sim para todos os povos. Através do entendimento pela visão recebida é que ele se dispôs a evangelizar Cornélio e toda a sua família que eram gentios. (E eles disseram: Cornélio, o centurião, homem justo e temente a Deus, e que tem bom testemunho de toda a nação dos judeus, foi avisado por um santo anjo para que te chamasse a sua casa, e ouvisse as tuas palavras. Atos 10:22).

3. Foi a mensagem da cruz que deu um basta nas inimizades e facção

Efésios 2.16 E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

O único meio de Deus realizar a remoção da divisão entre judeus e gentios foi através da cruz, ou seja, pela obra reconciliadora de Cristo. Esse único meio foi o que proporcionou o perdão divino dos pecados de judeus e gentios, sendo que isso produziu uma nova relação entre Ele e a humanidade. A graça divina proporcionou a todos que estava apartada de Deus uma nova condição de vida, não somente uma vida física, mas essencialmente uma vida espiritual. Isso aconteceu pela reconciliação com Deus para que o homem possa viver em harmonia com os Seus propósitos e as exigências dos seus preceitos. A igreja era o mistério que foi revelado por Cristo, mistério este que deu condições a formação de um só povo cujo cabeça é o Senhor Jesus. Hoje existem três povos na terra; dois desses povos que são os judeus e os gentios permanecem com a cidadania terrena e, o outro povo que está na terra é a Igreja de Cristo, a qual não pertence mais a esse mundo, pois ganhou a cidadania celestial. (Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma; 1 Pedro 2:11).

III – AS INIMIZADES E CONTENDAS SE REFREIAM  SE VIVERMOS EM PAZ
1. O favor divino para os judeus na lei ampliou-se para os gentios na cruz

E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, Romanos 11:17

A figura dos ramos aponta para Israel, que enquanto se mantiveram fiéis a Deus, eles eram viçosos e produtivos, mas ao se inclinarem para a idolatria, como também a uma adoração totalmente formalista acabaram sendo quebrados, porque se tornaram velhos e improdutivos. Assim Israel tornando-se infiéis e passando a serem ramos quebrados, Deus na continuidade do seu grande plano de salvação enxertou os gentios, ou seja, povos de todas as nações incluindo Israel, pois nem todos foram quebrados, pois sempre houve os fieis remanescentes. A condição para que todos sejam enxertados nessa oliveira que é Cristo é a conversão a Ele. Agora se eles que não foram enxertados, pois eram ramos naturais foram quebrados não sendo poupados por Deus por causa da desobediência devemos procurar não seguir os maus exemplos de Israel. Isto porque, se Deus não poupou os ramos naturais, nós que somos ramos enxertados devemos nos preocupar com a nossa conduta, para não acontecer o mesmo conosco.

2. A cruz de Cristo propiciou sermos libertos do jugo pesado do pecado

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. Isaías 53:6

O pecado sempre foi e continua sendo um fardo que vai ficando cada vez mais pesado a cada vez que o pecador faz resistência ao evangelho da graça divina. Jesus fez algo que ninguém tinha feito em relação à guarda da lei, isto porque Ele foi o único que guardou a lei perfeitamente em todos os seus preceitos, mas mesmo assim sofreu o castigo que deveria ser nosso. Como não teríamos condições de suportar esse castigo, Jesus tomou o nosso lugar, para que pudéssemos alcançar a paz com Deus, nos livrando da condenação a qual estávamos destinados. (Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. Colossenses 2:14).

3. Temos a missão de sermos mensageiros das boas novas da salvação

Efésios 2.17 E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto;

Aqueles que estavam longe são os gentios e aos que estavam perto são os judeus. A partir do momento que se tornam igreja no sentido individual passa-se a ter acesso ao Deus de paz através do Senhor Jesus Cristo, o único mediador entre Deus e os homens. A partir da nossa conversão tornamo-nos entre outras coisas, discípulos de Cristo para sermos anunciadores do verdadeiro evangelho e assim ganharmos almas para o seu Reino. A obra evangelizadora iniciada pelo Senhor passou a ser uma responsabilidade da sua igreja, a qual em hipótese alguma pode se omitir. Que possamos nos conscientizar do que o apóstolo Paulo disse: (Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! 1 Coríntios 9:16).

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

Realizo essa obra com poucos recursos e preciso do seu apoio para mantê-la e expandi-la. Ajude-me a alcançar mais pessoas com a verdadeira sã doutrina!
 Gostaria de fazer uma doação? Clique no botão abaixo.

Contato com o Pastor Adilson